Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte


Trajetória de aluno que trabalhou em Seattle mostra as experiências valiosas existentes em estágios

Uma das grandes preocupações dos alunos do Cooperativo é a de não conseguir aproveitar as experiências que os estudos acadêmicos podem trazer a eles, como por exemplo os  intercâmbios, com os períodos de estágio intercalados a cada quadrimestre. Porém, isso não quer dizer que esses trabalhos não possam trazer conhecimento e oportunidades inigualáveis. Lucas Lázaro, estudante de Engenharia da Computaçãoparticipou de um estágio na empresa Taqtile em Seattle, Estados Unidos, em 2013, e conta como ter ido para o exterior o ajudou a ganhar independência e experiência de vida.

Em 2012, Lucas estava em seu terceiro ano de graduação quando começou a estagiar na empresa brasileira Indigo, na área de desenvolvimento de aplicativos. Em 2013, a empresa unificou-se à americana Taqtile. Com isso, veio a oportunidade de levar brasileiros aos Estados Unidos para trabalhar em projetos, dando a chance de terem uma experiência fora do Brasil. Porém, ainda era necessário entender como funcionaria o processo. Com a intenção de fazer um teste, a empresa decidiu levar uma pequena equipe durante o período de setembro a dezembro. Assim, o chefe de desenvolvimento brasileiro resolveu levar Lucas, que possuía características importantes para participar do projeto: realizava um bom trabalho, tinha boa relação interpessoal no ambiente profissional, disposição em ir para o exterior, além da flexibilidade de vida por estar na posição de estagiário.

Em Seattle, o grupo trabalhou no desenvolvimento de um aplicativo para ser usado por empresas em análise de dados de utilização pelo usuários (analytics). Com esses dados, que iriam desde análises de perfil até de localização por GPS, a empresa poderia mandar notificações específicas para o público alvo em questão. A formação em Engenharia da Computação foi de grande utilidade, já que, segundo ele, foi necessária para dar base ao que ele aprendia mais especificamente durante o trabalho. Lucas conta que na prática realmente entende-se muito melhor a aplicação da teoria. Como trabalhava em desenvolvimento de softwares, ele cita o que aprendeu em engenharia, organização e manutenção de sistemas como os temas de mais úteis durante esse processo.

Lucas, porém, afirma que não foi apenas o conhecimento técnico que ele leva da experiência. O que ele destaca foi aprender a ter independência em assumir responsabilidades: ao precisar tomar decisões em cada passo do processo, ele não podia mais contar com a certeza de que seu chefe verificaria absolutamente tudo, pois estava confiando nele, o que ensinou-lhe a ter mais convicção em seu próprio trabalho. Lucas diz também que a quebra de preconceitos e a imersão em uma cultura diferente foi algo valioso. Elogia a cidade de Seattle dizendo que todos eram bem receptivos e educados, além do local apresentar uma cultura e variedade marcantes. Aprimorar o inglês também foi uma das coisas que fizeram a viagem valer a pena pra ele, principalmente se tratando do vocabulário profissional.

Lucas agora faz intercâmbio pelo projeto Ciência sem Fronteiras na Goldsmiths da University of London no Reino Unido, e conta que, em um dos cursos de verão de que tem participado, está fazendo algo parecido com o trabalho que realizou na Taqtile.

Ele ressalta que o desânimo que muitos estudantes demonstram para com estágios é desnecessário e que, com esforço, tanto profissional como na manutenção de boas relações no espaço de trabalho, é possível alcançar grandes oportunidades. Lucas relembra a frustração de não ter conseguido um intercâmbio pela USP quando estava no segundo ano da graduação, mas afirma que viveu um experiência tão rica quanto ao viajar pela empresa. Segundo ele, um estágio pode sim trazer crescimento e amadurecimento muito valiosos para toda a vida, basta saber aproveitar as oportunidades dadas.

Com informações da Jornalismo Júnior, por Júlio Viana

 

Happy Hour Pós Pesquisa promove integração entre docentes

Realizado no dia 27 de junho, o Happy Hour Pós Pesquisa do PCS promoveu integração e discussões acerca das diferentes áreas estudadas pelos docentes. “Precisávamos de um local onde cada um pudesse apresentar seus tópicos e intenções de pesquisa. É necessário ir além e saber com o que os outros colegas estão trabalhando”, explicou Antonio Mauro Saraiva, chefe de departamento, em seu discurso de abertura.

A primeira docente a se apresentar foi Solange Nice Alves de Souza, que pesquisa os diferentes aspectos de big data. ”Trata-se do armazenamento e processamento de um grande volume de dados com alta velocidade”, explicou. O terceiro “V”  da big data corresponde à variedade de formatos com que é preciso lidar. A análise desses dados é feita de acordo com um interesse específico e possui as mais diversas finalidades, como obter informações que levem a um maior ganho em um negócio.

Solange destacou suas três principais áreas de interesse dentro da big data: redes sociais, gestão e qualidade. A docente, em conjunto com alunos de mestrado, estuda de que forma dados específicos coletados nas redes sociais podem auxiliar os sistemas de recomendação de e-commerce. Na área de gestão de dados, várias problemáticas são abordadas: qual é o custo de armazenamento dos dados? Onde eles serão armazenados? O que será armazenado, e por quando tempo? Solange destacou a importância dos metadados (dados a respeito de outros dados) para a gestão de informação.  A gestão envolve a classificação dos dados de acordo com a importância para o negócio, considerando que as prioridades mudam com o decorrer do tempo, e dados que antes não eram interessantes para o usuário podem tornar-se relevantes, enquanto outros perdem a importância e tornam o seu armazenamento desnecessário e custoso. O tratamento da qualidade dos dados, similarmente ao ambiente de business intelligence, também é necessário, uma vez que informações obtidas sobre dados sem qualidade podem levar a análises incorretas.  É preciso analisar como tratar a qualidade dos dados tendo em vista o Volume e a Velocidade.

Ao fim da apresentação, os membros presentes puderam fazer comentários, debater e ressaltar a importância da pesquisa de big data no contexto atual. A docente Lucia Filgueiras estabeleceu uma relação com o quarto paradigma da ciência: como fazer ciência com tantos dados? Os equipamentos disponíveis atualmente produzem uma quantidade imensurável de informação, e a crescente necessidade de gerenciar e tratar esses dados coloca em evidência o estudo de Data Science, que recebe a contribuição de matemáticos, estatísticos, e também de pesquisadores da área de humanas, como sociólogos.

Ao promover integração e disseminação de conhecimento, o encontro também possibilita uma eventual colaboração entre os membros, como observou Lucia Filgueiras: “Big data é uma área que interage com muitas outras, pois lida com gerenciamento de dados e há pontos de contato com pesquisas de alguns docentes do departamento”. Antonio Saraiva ressaltou que o Happy Hour deve ter periodicidade mensal, e permitirá que cada um dos docentes tenha a oportunidade de expor suas pesquisas e compartilhar experiências adquiridas.

Com informações da Jornalismo Júnior, por Marcos Nona

 

Aluno da Poli/USP chega a final de competição internacional norte-americana

Estudante de doutorado desenvolveu pesquisa que busca possíveis falhas em tubulações de petróleo

Por Bruna Rodrigues

Metodologia computacional que avalia prováveis defeitos em tubulações lançadas ao mar, desenvolvida na Escola Politécnica da USP, é finalista em competição organizada pela Sociedade Norte-Americana dos Engenheiros Mecânicos, a ASME. O projeto faz parte da tese de doutorado em Engenharia Naval de Rodolfo Figueira de Souza, que teve início no ano passado.

Devido tanto à fabricação, como também a avarias ocasionadas em alto-mar, as tubulações que transportam o petróleo do poço até a plataforma podem apresentar defeitos e, em alguns casos,  vazamentos que culminam em danos ambientais e prejudicam o lucro das empresas. Segundo Claudio Ruggieri, professor da Poli/USP e orientador desta tese, o método desenvolvido neste trabalho “não só evita que essas falhas ocorram, mas também consegue afirmar que podem ser lançadas tubulações com defeitos maiores”, visto que o programa consegue estimar se esses problemas irão afetar ou não o transporte do petróleo.

De acordo com Ruggieri, todas as estruturas apresentam algum defeito, seja ele microscópio ou em dimensões maiores. Algumas delas, quando possuem falhas, conseguem ser reparadas de forma mais fácil, contudo, não é esse o caso dessas estruturas submarinas, pois “a profundidade da água é muito grande, cerca de 1500 metros, uma vez que a tubulação foi lançada é muito difícil ter um reparo, devido a profundidade e as condições ambientais”, afirma. Uma alternativa a isso é o desenvolvimento de sistemas, como o de Souza, que possam garantir que essas tubulações que serão lançadas, mesmo que contenham algum tipo de defeito, este não se expressará causando nenhum tipo de dano. “Foi realizada uma metodologia que não existia anteriormente, que nos permitiu fazer algumas previsões de tamanhos críticos de trinca para que não ocorra o defeito no duto”, explica o doutorando.

As principais falhas nessas tubulações se dão por conta ou do processo de fabricação, ou de elementos contaminantes, como é o caso do Pré-sal brasileiro, que possuí gás carbônico - que na presença de água se transforma em ácido carbônico - e o ácido sulfídrico, fazendo com que o óleo tenha certa corrosividade recorrente, o que degrada o material utilizado. Para Ruggieri, o trabalho desenvolvido por Rodolfo “é algo bastante inovador: uma nova metodologia que tenta abordar o impacto desses defeitos nas tubulações”.

ASME

A ASME (American Society of Mechanical Engineers) é uma das entidades de classe mais antigas e reconhecidas do mundo. Anualmente, ela realiza congressos que incentivam a participação de estudantes e de jovens profissionais para o debate e a apresentação de novas tecnologias na área de Engenharia Mecânica. “É uma competição muito interessante, pois além de incentivar o aluno, ele tem contato com um congresso tecnológico de alto nível, e reúne os melhores especialistas da área”, diz o professor. Já para Souza, “o nível desse congresso é bastante alto, por isso fiquei feliz em saber que estava na final, visto que comecei o meu doutorado recentemente”.

A conferência ocorrerá em Anaheim, nos Estados Unidos, entre os dias 20 a 24 de julho. 


 

POLI-USP Encerra em 18/Julho as inscrições para o curso de especialização em Engenharia Automotiva

As aulas começam em agosto

O Centro de Engenharia Automotiva da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) encerra nesta sexta-feira, 18 de julho, o prazo de inscrições para vagas extras da turma de 2014 do curso de Especialização em Engenharia Automotiva. A ficha de inscrição está disponível em www.automotiva-poliusp.org.br/pos-graduacao/especializacao/inscricoes/ e a taxa é de R$ 250,00. O processo seletivo inclui análise de currículo e, se necessário, entrevista. As aulas começam no dia 1º de agosto.

É um curso de pós-graduação "lato sensu", com reconhecimento do Ministério da Educação e Cultura (MEC), que dá direito ao certificado de especialista, emitido pela USP, a melhor universidade do Brasil e da América Latina.

Os alunos são preparados para trabalharem com produtos, serviços e processos industriais e solucionarem os diferentes problemas técnicos e de gestão característicos do setor automotivo. A monografia, inclusive, é feita com foco na solução de problema real.

"Nosso objetivo é garantir formação superior de excelência em toda a cadeia automotiva", diz o Prof. Dr. Paulo Kaminski, coordenador do curso.

As aulas são ministradas no campus da USP, em São Paulo (SP), às sextas-feiras, à noite, e aos sábados, pela manhã, com carga mínima de 372 horas/aula. O corpo docente é formado por professores da própria Universidade, além de professores convidados (profissionais de montadoras e especialistas do setor). A maioria é Doutor em Engenharia.

Curso de Especialização em Engenharia Automotiva da Poli-USP

Inscrições: Até 18 de julho de 2014
A ficha de inscrição está disponível em www.automotiva-poliusp.org.br/pos-graduacao/especializacao/inscricoes/
Informações: Secretaria de Engenharia Automotiva da Poli-USP
(11) 3817-5488
e-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
www.automotiva-poliusp.org.br

 

Diretor da Poli integra comissão que irá discutir a reformulação do Estatuto da USP

O diretor da Escola Politécnica, prof. José Roberto Castilho Piqueira, é um dos integrantes da comissão eleita pelo Conselho Universitário no dia 25/3 para coordenar as discussões sobre a estrutura de poder e governança da USP com vistas à reformulação de seu Estatuto. Na comissão, o prof. Piqueira representa a área de exatas, ao lado do prof. Adalberto Fazzio, diretor do Instituto de Física. Além deles, outros docentes das áreas de humanas e biológicas, e representantes do corpo de funcionários e discentes participarão da comissão (Veja abaixo os demais integrantes).

As discussões serão divididas em nove temas: missão, responsabilidade social e princípios da universidade; gestão, transparência e responsabilidade fiscal; eleição de dirigentes; natureza, atribuições e composição dos colegiados; carreiras e regimes de trabalho; autonomia e organização das unidades ou órgãos; formas de deliberação; ética na universidade e ensino, pesquisa, cultura e extensão.

Serão realizadas reuniões extraordinárias para as discussões nas seguintes datas: 3 de junho, 2 de setembro e 30 de setembro. No dia 11 de novembro, haverá uma reunião para definir as formas e o calendário das deliberações do Conselho. Os debates serão ampliados com a apresentação de modelos de governança de instituições públicas de ensino superior do Brasil e do exterior e a promoção de discussões em todos os campi.

“Estamos dando início a um processo histórico. Pela terceira vez, em oitenta anos, a USP fará uma revisão geral aprofundada de seu Estatuto”, afirmou o reitor Marco Antonio Zago. Ele lembrou que a última revisão do Estatuto, com essa amplitude, foi feita há 25 anos, em 1989.

Categoria

Membros

Docentes - Área de Exatas

Adalberto Fazzio (Instituto de Física)
José Roberto Castilho Piqueira (Escola Politécnica)

Docentes - Área de Biológicas

Carlos Gilberto Carlotti Junior (Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto)
Diná de Almeida Lopes Monteiro da Cruz (Escola de Enfermagem)

Docentes - Área de Humanas

Carlos Alberto Ferreira Martins (Instituto de Arquitetura e Urbanismo de São Carlos)
Sérgio França Adorno de Abreu (Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas)

Servidores técnico-administrativos

Dulce Helena de Brito
Neli Maria Paschoarelli Wada

Discentes

Camilo Henrique F. Martin (graduação)
Tomas Costa de Azevedo Marques (pós-graduação)

Com informações da Assessoria de Imprensa da USP

 

Airbus realiza evento sobre inovação na USP

A Airbus, líder mundial na fabricação de aviões, uniu-se à Universidade de São Paulo para oferecer uma semana de workshops e seminários sobre o tema inovação. O evento, que acontece de 10 a 14 de março, será realizado pela Escola Politécnica (POLI) e pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) e é aberto a todos os alunos da USP.

Leia mais...
 

Evento na Poli irá divulgar iniciação científica aos alunos

Na sua segunda edição, a Semana de Iniciação Científica da Poli pretende divulgar as oportunidades de pesquisa na graduação

A Escola Politécnica da USP realizará, de 10 a 13 de março de 2014, a II Semana de Iniciação Científica da Poli, com o objetivo de divulgar a pesquisa na graduação, as oportunidades de trabalho em cada grupo de pesquisa da Poli/USP, e as chances de bolsas para os alunos, com ênfase no edital aberto do PIC-USP, mas também abordando outras opções de bolsas, como da FAPESP e CNPq.  O evento será uma oportunidade para que os alunos tirem suas dúvidas e conheçam as possibilidades de atuação em grupos de pesquisa da Poli já na graduação.

Leia mais...
 


Página 16 de 19