Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Grupo de politécnicos oferece programa de mentoria a alunas da Poli

Grupo de politécnicos oferece programa de mentoria a alunas da Poli

O grupo PoliGen pretende dar apoio às estudantes tendo em vista a desigualdade de gênero que predomina na Engenharia.

Diante da preponderância do gênero masculino nas Ciências Exatas e, em especial, nas Engenharias, e no preconceito que muitas mulheres sofrem ao tentar consolidar suas carreiras nessas áreas, o grupo Poligen, formado por servidores, docentes, alunos e ex-alunos da graduação e pós-graduação da Escola Politécnica da USP (Poli-USP), realiza periodicamente o Programa Mentoring, cujo objetivo é de dar assistência às alunas da Escola. O primeiro ciclo de mentoria deste ano se inicia no dia 3 de abril, com duração de quatro meses, e as inscrições para ser mentor ou receber mentoria ainda estão abertas.

Durante os ciclos, cada estudante mentorada – que recebe o nome carinhoso de mentee – passa a ter um mentor, com quem ela pode contar para esclarecer suas principais dúvidas a respeito da carreira, do curso da graduação e questões diversas. As conversas entre mentor e mentee devem ocorrer mensalmente e ter uma hora de duração, e o modo de encontro entre as duas partes (se será via ligação telefônica, Skype ou pessoalmente) deve ser acordado entre eles. Além disso, o mentor disponibiliza 15 minutos semanais para a comunicação via e-mail com a aluna. O PoliGen promove ainda atividades com convidados externos, como conversas e palestras, e possui uma lista de discussão online para troca de informações acadêmicas e de trabalho.

A ideia, segundo o próprio grupo, é que “politécnicas (os) mais experientes auxiliem as mais jovens, tendo foco na sua trajetória acadêmica que, sabemos, é indissociável da sua trajetória pessoal e profissional”. O papel da mentoria é diferente do papel da orientação científica, pois tem a empatia e o apoio como prerrogativas. Desse modo, o mentor pode compartilhar suas experiências para que a mentee se sinta mais segura em suas decisões.

O PoliGen acredita que, com a iniciativa, será possível atrair e reter talentos femininos nos cursos de Exatas, além de fomentar a discussão a respeito da igualdade de gênero no meio. O Programa surgiu em 2013, e inicialmente era voltado às estudantes ingressantes e tinha duração de um ano. Porém, devido à importância que a mentoria pode significar na vida de uma aluna, ele foi aberto para todas as graduandas da Poli e agora ocorre a cada quatro meses.

A equipe – O grupo PoliGen surgiu no dia 8 de março de 2012, Dia Internacional da Mulher, por meio de uma roda de conversa promovida pelo PoliGNU (grupo de estudos de software livre da Escola) a respeito da mulher no mundo digital. Durante o evento, percebeu-se a necessidade da criação de um espaço de discussão permanente sobre o assunto na Poli. As inscrições, tanto para mentor quanto para mentee, se encerram no próximo dia 20 e são feitas no site do grupo por meio deste e deste links.

(Amanda Panteri)