Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Escola Politécnica da USP terá aceleradora de startup

Escola Politécnica da USP terá aceleradora de startup

Iniciativa nasceu a partir de ideia da Fundação Vanzolini e de um grupo de ex alunos do Departamento de Engenharia de Produção da Poli

A Fundação Vanzolini lançará no dia 7 de dezembro a PoliStart, uma aceleradora de startups criada a partir de ideias de ex-alunos da turma de 1980 do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), professores, diretores e conselheiros da instituição. “Trata-se de mais um passo a ser dado pela Escola no sentido de promovermos a transferência do conhecimento produzido aqui para a sociedade e de colocarmos o empreendedorismo como elemento central na formação de nossos alunos”, destaca o diretor da Poli, professor José Roberto Castilho Piqueira.

O objetivo da PoliStart é promover a conexão entre os alunos e professores da Poli-USP com o mercado externo, e vice-versa. A Escola já desenvolve ações nesse campo, como a oferta do treinamento iCORPs para startups, no qual se ensina uma metodologia para validação de ideias de negócios, de modo a oferecer aos empreendedores informações sobre qual é o mercado para sua inovação. Participam do treinamento estudantes e docentes cujas pesquisas tenham potencial para se converter em um negócio.

A aceleradora vem para cobrir mais uma fase do empreendedorismo, posterior à do iCORPs, na qual a startup já tem mais clareza sobre seu potencial de negócio. Se a startup mostrar que tem mercado e for aprovada no processo de seleção da aceleradora, passa a contar com o apoio do time da PoliStart, formada por profissionais com experiência de mercado e uma ampla rede de contatos para ajudar os empreendedores em diversos aspectos, com mentoria, aporte de recursos e busca de investidores. As startups ficam na aceleradora por um período relativamente curto de tempo, pois o objetivo é fazê-las chegar mais rapidamente ao mercado. Em troca, a aceleradora pode se tornar acionista da startup.

A aceleradora nasce inspirada em iniciativas já desenvolvidas em universidades como Stanford, Harvard e MIT. Segundo o diretor de Operações da Fundação Vanzolini e também professor do Departamento de Engenharia de Produção da Poli-USP, Roberto Marx, a PoliStart será, inicialmente, uma aceleradora de ideias e startups em gestação ou nascidas no ambiente da Poli-USP, geradas por seus alunos e docentes. “Mas, com o tempo, também terá o desafio de contribuir para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores para clientes, interligando o investimento e a geração de valor”, acrescenta.

Rubens Approbato Machado Júnior, integrante da turma de 1980 da Engenharia de Produção da Poli-USP e um dos idealizadores da PoliStart, acredita que a aceleradora contribuirá muito com a formação dos novos engenheiros. “Lembro-me que senti muito a distância entre a universidade e o mercado quando me formei em 1980. E, atualmente, a Fundação Vanzolini já faz uma interface importante, contribuindo para este movimento de inovação, empreendedorismo e novas tecnologias. Agora com a PoliStart, vamos reforçar esta ponte e ampliar as possibilidades”, destaca o engenheiro e empresário.

Para Mauro Zilbovicius, professor do Departamento de Engenharia de Produção da Poli e conselheiro da Fundação Vanzolini, a criação de startups é uma forma de ampliar o contato dos estudantes com o mundo exterior. “Nossos atuais alunos terão, no mínimo, uns 60 anos de atuação profissional. Então, nosso objetivo é prepará-los mais ainda, para quem tenham capacidade de inovar o tempo todo, e acompanhem com rapidez o mundo que os aguarda lá na frente”, destaca. “Desde o saneamento básico, até a indústria 4.0 e a bioengenharia, são necessárias cada vez mais tecnologias e, principalmente, capacidade de inovação. A parceria entre a Vanzolini e a Poli-USP permite esta consolidação de conhecimentos”, acrescenta.

O lançamento da PoliStar é parte das ações de comemoração dos 50 anos da Fundação Vanzolini, instituição privada, mantida e gerida por professores do Departamento de Engenharia de Produção da Poli-USP, criada em 31 de março de 1967 para atender às necessidades da crescente demanda por profissionais especializados em Administração Industrial e Engenharia de Produção.

Outros detalhes sobre o funcionamento da PoliStart serão divulgados após o lançamento no dia 7.