Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Arquivo de notícias Poli/USP e MIT discutirão sustentabilidade nos data centers

Poli/USP e MIT discutirão sustentabilidade nos data centers

Um dos objetivos é promover a troca de experiências entre especialistas
 da área de TIC tendo como foco a governança.

O Laboratório de Sustentabilidade do Departamento de Computação e Sistemas Digitais (Lassu-PCS) da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli/USP) e o Massachussets Institute of Tecnology – Center for Information Systems Research (MIT-CISR) estão organizando o seminário "One-Day International Executive Workshop", no próximo dia 2 de julho, das 9h às 18h, no Prédio da Engenharia Civil da Poli – 1o. andar, em São Paulo. O tema principal do encontro será “A Criação de plataformas digitais em economias de alto crescimento”.

O evento, que é dirigido a executivos e gerentes de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) das empresas apoiadoras do MIT-CISR e convidados, tem dois objetivos principais. O primeiro, pelo lado dos norte-americanos, é divulgar as atividades do CISR, em pesquisas ligadas às plataformas digitais e ao desenvolvimento de sistemas focados na reutilização, no maior desempenho e na redução de custos. A instituição espera também, com este workshop, aumentar o interesse de outras empresas brasileiras em apoiá-la formalmente.

Em relação à Poli/USP, o encontro irá apresentar trabalhos na área de sustentabilidade em TIC, com foco na governança. Este tema está inserido na tendência crescente do mercado que é aplicar os conceitos de sustentabilidade nas atividades profissionais do dia a dia. “Na gestão de TIC de uma empresa, são utilizadas ferramentas para trabalhar com os recursos humanos e tecnológicos de modo a atingir as metas de eficiência econômica e desempenho estabelecidos pela empresa”, explica a Tereza Cristina Carvalho, docente da Poli e ex-aluna do MIT. Ela é uma das responsáveis pela realização deste encontro na USP.

Segundo a professora Tereza, a sustentabilidade em TIC baseia-se em quatro pilares, que serão abordados durante o evento. O primeiro é o econômico e refere-se, por exemplo, à eficiência energética do data center da empresa,  ao compartilhamento de recursos, ao reuso de equipamentos, entre outros. O segundo é o ambiental, que inclui, por exemplo, o uso de equipamentos produzidos sem substâncias tóxicas e dentro das normas de gestão ambiental.

Outro pilar da sustentabilidade em TIC é o social, em conformidade com as ações internas que estimulem a evolução profissional dos colaboradores, como prêmio por produtividade, concessão de bolsas de estudo e programas de integração. O quarto pilar é o cultural e diz respeito a ações que preservem a cultura da empresa, os valores e comportamentos compartilhados por todo o conjunto de colaboradores. “Estima-se que instituições que têm investido na sustentabilidade em TIC, principalmente os bancos, têm economizado até 30% de seu orçamento nesta área”, comenta a especialista.

Este assunto, por sinal, é tema do MBA oferecido pelo LASSU-PCS da Poli, cujas inscrições estão abertas (www.lassu.usp.br). O curso, chamado de “MBA USP Sustentabilidade em TIC, com foco em Governança”, tem a duração de 18 a 20 meses e inclui a produção de um trabalho de conclusão. Estrutura-se para oferecer aos gestores de TIC conhecimentos teóricos e práticos sobre tecnologias e soluções nesta área. “Um profissional com esta bagagem tem sido cada vez mais valorizado no mercado por contribuírem com a gestão e governança sustentável de suas empresas”, acrescenta a professora Tereza.

Para o workshop estão confirmadas as presenças, pelo MIT–CISR, da professora Jeanne Ross e do pesquisador e consultor Martin Mocker, e, pela Poli, da própria professora Tereza Cristina Carvalho, que discorrerá sobre suas pesquisas em governança relacionadas ao desempenho e sustentabilidade em TIC. Está marcada também uma entrevista e sessão de orientações com Ricardo Orlando, Chief Data Officer (CDO) do Itaú-Unibanco.