Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Arquivo de notícias Alunos da Poli/USP constroem simulador para avaliar os reflexos dos motoristas

Alunos da Poli/USP constroem simulador para avaliar os reflexos dos motoristas

Alunos da Poli/USP constroem simulador para avaliar os reflexos dos motoristas

Simulador foi projetado para ser facilmente reproduzido
 por outras instituições de ensino e pesquisa

Há grande preocupação com a redução do número de acidentes de trânsito no Brasil, porém muitas das iniciativas no sentido de criar normas e leis para que isto ocorra carecem de um melhor embasamento científico, que permita atuar realmente sobre os fatores podem causar esta diminuição. Muitas vezes, a falta de uma tecnologia acessível que possa auxiliar as autoridades neste sentido impede que se proponham políticas públicas mais eficazes. Com este argumento, três alunos da Escola Politécnica da USP propuseram a criação de um protótipo de um simulador veicular que avalia o tempo de reação de motoristas em situações de um potencial acidente de trânsito. O Simulador de Tempo de Reação em Condutores (SITREC) foi projetado e construído para ser compacto e ter baixo custo, de modo que possa ser reproduzido facilmente por outras instituições de ensino e pesquisa.

Os alunos Gabriel e Sérgio são do curso de Mecatrônica, estão se formando em 2012 e desenvolveram seu TCC usando como tema o SITREC. O aluno Raphael, é do 3o. ano do curso de Eng. Mecânica e faz Iniciação Científica dentro do projeto SITREC.

O projeto foi desenvolvido pelos alunos Gabriel Silva, Sérgio Lopes Jr., formandos de engenharia mecatrônica, Raphael Francis David, estudante do 3º ano de engenharia mecânica, e orientado pelo professor Nicola Getschko, do Departamento de Engenharia Mecatrônica e de Sistemas Mecânicos da Escola Politécnica da USP. O objetivo da pesquisa, que foi realizada como iniciação científica, foi o de criar um protótipo de simulador que reproduzisse, de maneira representativa, o ambiente da cabine de um automóvel, capaz de medir quantos milésimos de segundo o motorista leva entre perceber visualmente uma situação de potencial perigo, até o acionamento do freio ou o giro da direção para evitar o acidente. Com os resultados, foi possível avaliar influência de fatores como uso de celular, digitação de mensagem de texto ao telefone, idade, sexo, estado físico sobre o reflexo do motorista ao conduzir o veículo.

Os alunos avaliaram possíveis soluções para o projeto de um simulador de baixo custo a partir de estudos sobre as principais causas de acidentes de trânsito, estudos ergonômicos, dados estatísticos, e da avaliação de outros simuladores já existentes. Foi elaborado, então, o projeto executivo do simulador, seguido da construção do protótipo, que foi testado inicialmente por um grupo de controle para a implantação de correções e sugestões feitas pelos próprios usuários. Depois de implementadas as melhorias, foi realizada uma nova etapa de testes mais amplos e a análise dos resultados.

Diferenciais

O protótipo mostrou-se viável tanto do ponto de vista técnico como financeiro, com um custo estimado de R$ 11 mil como também nos aspectos de criação de um ambiente "realista" e ergonômico para o condutor, explica o orientador do projeto. O SITREC poderá ser uma ferramenta muito útil, e de baixo custo, para estudo da influência de diversos fatores que podem afetar a capacidade e o tempo de reação de condutores de veículos, de maneira qualitativa e quantitativa, além da possibilidade de sua utilização em treinamentos e avaliações físicas, tendo em vista a evolução prevista do projeto.