Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Arquivo de notícias Poli tem nova equipe Master de natação

Poli tem nova equipe Master de natação

Objetivo da equipe é criar um ambiente saudável e de integração entre alunos, professores, funcionários e ex-alunos

A ideia de unir pessoas de diferentes perfis e idades em uma atividade física que, além de saúde, proporciona integração e diversão aos participantes pode parecer complexo, uma vez que estudantes e profissionais tem hoje uma rotina cada vez mais corrida e sedentária. Para contornar este cenário, um grupo de alunos, ex-alunos e professores da Escola Politécnica da USP criou uma Equipe Master de Natação, com o objetivo de promover saúde e integração entre os seus membros. Uma equipe Master costuma ser conhecida como veteranos de algum esporte, mas a equipe de natação Master da Poli não quer reunir apenas alunos veteranos, como também professores, funcionários, alunos de graduação e pós-graduação, bem como os ex-alunos. Para participar, não é necessário ser atleta profissional. Como explica um dos idealizadores do projeto, o professor da Poli/USP Alexandre Kawano, eles procuram pessoas que saibam nadar, independentemente do nível de condicionamento ou técnica, para que junto à equipe todos possam evoluir no esporte, com apoio de treinadores especializados em equipes master de natação.

Criada em março de 2014, a Poli Masters já ganhou um troféu na primeira competição na qual participou com 10 integrantes, em 16 de março, o Circuito Paulista de Natação Master. Menos de um mês depois a equipe já conta com 25 integrantes, e participou da segunda etapa do Circuito no dia 13 de abril, ganhando o troféu da categoria de equipes universitárias. E a equipe quer muito mais. Além de convidar mais participantes, eles pretendem conseguir patrocínio para melhorar o local de treino, e pagar os treinadores. “O próximo passo da equipe é conseguir patrocínio para facilitar a participação de outros interessados. No momento, os masters tem liberdade de treinar em lugares e horários distintos. Mas temos treinos conjuntos que são intercalados entre as competições, com o objetivo de integrar os membros. Esses treinos conjuntos são feitos atualmente no Centro Esportivo do Pacaembu”, explica Kawano. Entretanto, o professor pretende conseguir um espaço onde toda a equipe possa treinar inclusive no inverno - o que não é possível na piscina do Centro de Práticas Esportivas da USP, que além de não ser acessível para ex-alunos, fica fechado no período de inverno.

equipe-master-de-natacao

Mais que saúde e integração: uma experiência de vida

Conversar com a equipe do Poli Masters é uma verdadeira injeção de ânimo. Os integrantes contam que, além de saúde e novas amizades, a participação no grupo traz o contato com histórias de superação. “O espírito do master é de superação, mas não de superação com relação aos outros, mas superação com relação a si mesmo. Todos lá estão se superando. Eu já vi gente nadando com 95 anos. Todo mundo lá tem história de superação. Algumas pessoas imaginam que a prova da categoria de mais de 50, 60, 70 anos é fácil, mas não é. O tempo dos participantes cai, mas o seu também cai, então é difícil para todo mundo. O que nós vemos no máster são histórias de superação”, exemplifica Kawano.

O ex-aluno Tarcísio Souza, formado em 2012, conta que mesmo não tendo participado da equipe de natação da Poli enquanto aluno, sempre nadou de forma amadora, desde sua infância e encontrou na equipe uma maneira de se manter motivado. “É um ambiente muito acolhedor a competição Master. Eu que não sou do mundo da natação e não conheço os termos técnicos, não me sinto excluído. Natação é técnica. Ao mesmo tempo que você se sente motivado a ir atrás, também se sente acolhido. Você vê pessoas operadas, uma senhora de mais 80 anos nadando 200 metros borboleta, e pensa: se ela pode eu também estou treinando e vou conseguir. ”. O ex-aluno, que atua como Trainee no Banco Itaú destaca que os participantes não se sentem um patinho feio, já que a equipe conta com nadadores de alto nível, e pessoas que acabaram de aprender a nadar.

Julia Saes, aluna do curso de Engenharia Civil da Escola, conta que muitos ex-alunos que nadaram na equipe da Atlética da Escola, representante oficial do esporte universitário da Poli, pararam de treinar por não ter uma motivação ou um grupo. “Na faculdade tem uma motivação dos amigos e as competições. Aí o pessoal se forma, vai trabalhar, e tem menos tempo. Tem pessoas que trabalham 10h por dia e nadam duas vezes por semana. É legal conseguir trazer pessoas para praticar um esporte. Você sai daquele meio que é só o trabalho, e vai fazer uma atividade física que é boa para sua saúde, estar em um grupo”, ilustra a aluna, que também faz parte da equipe de natação da Atlética da Poli/USP, os Wetrats. Júlia explica que a postura dos participantes da competição master é diferente das competições universitárias. “A interação entre participantes de diferentes idades, o convívio entre alunos, professores, engenheiros formados também é uma experiência muito interessante”.

Caio Pantarotto, aluno de Engenharia de Produção que coordena o Wetrats conta que encontrou no Poli Masters um ambiente de integração, diferente do que estava habituado. “Eu sempre competi sério em um ambiente muito competitivo, e com atletas de ponta. Quando eu entrei na Poli eu não esperava encontrar nada com relação à natação, imaginava que tudo seria inferior depois de tudo o que eu já vi, mas hoje eu prefiro muito mais este ambiente. Onde eu treinava era muito um contra o outro, muito individualista”. No Poli Masters, entretanto, o aluno se deparou com um cenário diferente, onde todos comemoram suas vitórias mutuamente. “Você torcer pelo professor, o professor torcer por você. Conversar com um aluno formado sobre o mercado de trabalho, tudo isso não tem preço. A integração não tem preço. Essa é a principal vitória da equipe”, explica Caio.

Joice Miagava, que faz doutorado em Engenharia de Materiais na Poli/USP, conta que o espírito da equipe, de um estar torcendo pelo outro, acaba criando entre os participantes um vínculo para a vida. “Você pode não ter este vínculo com todo mundo, mas essa convivência gostosa dentro e fora da piscina faz com que você tenha com quem contar”.

Serviço

Equipe Poli Master de Natação

Quem pode participar: toda a comunidade politécnica, ou seja, alunos de graduação e pós-graduação, professores, funcionários e ex-alunos.

Como participar: entre em contato com a equipe pelo site https://sites.google.com/site/polimasters2/home

Horários e locais de treinos estão disponíveis também no site.