Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Arquivo de notícias Poli/USP fecha parceria com Prefeitura de Barueri

Poli/USP fecha parceria com Prefeitura de Barueri

Acordo prevê a criação de um sistema de gestão de tráfego, treinamento para servidores e estudantes, e estudos para implantação de um polo tecnológico.

O diretor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli/USP), José Roberto Castilho Piqueira, assinou na última sexta-feira (01/08) um termo de cooperação técnica com a Prefeitura de Barueri, cidade da Região Metropolitana de São Paulo. A parceria objetiva promover o intercâmbio científico, tecnológico e de serviços, e terá inicialmente duração de cinco anos. Três das atividades previstas no acordo são a realização de estudos sobre o sistema viário municipal, incluindo a implantação de um órgão de gestão de tráfego, a oferta de treinamento para servidores e estudantes, e a implantação de um polo tecnológico.

“Este é o primeiro convênio que assinamos com esse nível de abrangência”, destacou Piqueira. “Habitualmente, a Poli faz convênios específicos, pontuais, para resolver problemas localizados, ao passo que esse assinado com Barueri trata de questões gerais do município, do ponto de vista urbano e tecnológico”, explicou.

 

Segundo Piqueira, a Poli disponibilizará, de imediato, especialistas em Engenharia de Transportes para desenvolver, junto com a Prefeitura, um plano de trabalho que trará aporte científico ao problema de mobilidade do município. “Vamos propor soluções inovadoras, tanto do ponto de vista da otimização de tráfego como da gestão da atividade de mobilidade urbana. Acreditamos sinceramente que, uma vez implantado, esse trabalho servirá de modelo para as principais cidades brasileiras”, apontou.

Barueri, com cerca de 240 mil habitantes, enfrenta um sério problema de mobilidade devido à proximidade com a rodovia Castello Branco. Moradores de cidades vizinhas usam intensamente seu sistema viário para acessar a rodovia, causando congestionamentos no trânsito.

 Segundo o prefeito da cidade, Gilberto Macedo Gil Arantes, a meta é fazer o estudo sobre o tráfego e a implantação do órgão gestor de trânsito em nove meses. “Nossa cidade quer crescer com responsabilidade e, para isso, procuramos do apoio de instituições que têm comprometimento e capacidade suficiente para nos ajudar. O acordo tem essa finalidade”, disse.

No caso dos treinamentos, o convênio prevê a implantação de cursos voltados à gestão pública para funcionários da Prefeitura de Barueri e ações de interesse educacional e de difusão do conhecimento científico, tal como orientação científica, técnica e vocacional para estudantes. Também está previsto um estudo de viabilidade para implantação de um polo tecnológico na cidade.

Plano de trabalho – Um plano de trabalho elaborado pela Poli definirá o objeto dos projetos a serem executados, metas e cronogramas, além de trazer a previsão de recursos financeiros. A Poli será a coordenadora técnica e gerenciará os trabalhos. Também orientará a equipe técnica, informará a prefeitura sobre a conclusão das etapas dos projetos, e suprirá os programas com materiais e equipamentos, quando couber. A Fundação para o Desenvolvimento Tecnológico da Engenharia (FDTE), da Poli, será a gestora.

Já a Prefeitura vai supervisionar o trabalho, acompanhar o cronograma de atividades, disponibilizar as informações para o desenvolvimento dos projetos e fornecer recursos, suporte, equipamentos e transporte. Fica reservado à Prefeitura de Barueri o direito de uso das tecnologias desenvolvidas durante a execução do convênio, sem necessidade de remuneração da universidade.

O acordo de cooperação assinado no dia 1 de agosto teve origem na participação da Poli no projeto “O Prefeito no Seu Bairro”, realizado pela Prefeitura de Barueri. Realizado aos finais de semana, nele o poder municipal leva a um bairro, a cada mês, serviços diversos, como o de emissão de documentos, empréstimos a microempresários, atendimentos em saúde, palestras educativas, entre outros. A Poli vinha participando desta atividade por meio do Escritório de Relacionamento, setor responsável pela interface da Escola com os estudantes do ensino médio, cujo objetivo é estimular o ingresso de novos estudantes no curso de Engenharia.