Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Arquivo de notícias Inscrições para pós-graduação em Engenharia Elétrica são agora informatizadas

Inscrições para pós-graduação em Engenharia Elétrica são agora informatizadas

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica (PPGEE) da Escola Politécnica da USP (Poli-USP) passa por um momento de transição. Com a informatização dos processos de inscrição dos cursos de mestrado e doutorado, aplicada pela primeira vez nesse segundo quadrimestre, o ingresso dos alunos foi muito facilitado do ponto de vista da praticidade.

O sistema de ingresso unificado, até então, se dava de forma bem mais burocrática. Após a inscrição para o processo seletivo, era preciso que o aluno fosse pessoalmente preencher formulários e levar documentos na secretaria para se tornar habilitado a realizar o exame.  Uma análise prévia dos dados que eram apresentados era realizada, levando em consideração se o aluno já tem ou terá o diploma exigido na época do ingresso, se a graduação que ele realizou é compatível com a pós-graduação em engenharia elétrica, e se todos os documentos solicitados foram entregues.

Depois de analisados e entregues, sai a lista dos candidatos aptos a realizarem a prova específica conforme cada área de interesse. Os candidatos têm também de passar por uma prova de inglês, aplicada pela FFLCH. Somente depois desse processo, se selecionados, seriam entregues os documentos restantes e as demais pendências que ocasionalmente existissem, oficializando o candidato como integrante do corpo discente.

O novo sistema, uma framework que funciona provisoriamente na plataforma e-universidade, será migrado para o site da Poli. Uma empresa foi contratada para desenvolver essa ferramenta, que passou por modificações dentro da USP para adaptá-la às necessidades do departamento.

O principal ganho com a inscrição eletrônica foi a substituição da primeira via dos documentos necessários para a inscrição no processo seletivo, entregue antes na forma física em detrimento da digital, já que o domínio permite que se faça upload dos documentos. Permite-se que a análise se dê da mesma forma e a lista com os nomes dos habilitados a participarem do exame de ingresso consegue ser liberada mais rapidamente, bem como, posteriormente, a relação daqueles que foram selecionados.

No novo site, foi disponibilizado um modelo de prova, relativa ao exame anterior ao vigente, que pode servir de parâmetro de consulta, ajudando na familiarização do candidato com os temas que serão abordados. O edital do processo, publicado no diário oficial, se encontra no novo domínio, assim como orientações, como bolsas e auxílios para os candidatos.

Segundo o professor do Departamento de Engenharia de Computação e Sistemas Digitais (PCS), Jorge Rady, além da comodidade do aluno não precisar comparecer ao departamento, a diminuição da quantidade de papel utilizado também é um ganho importante. “Evita com que fiquemos acumulando um monte de documentos de alunos que, em grande parte, nem farão nosso processo seletivo”, afirma.

Com informações da Jornalismo Júnior, por Guilherme Nodare Eler