Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Arquivo de notícias Alunos apresentam resultados de suas pesquisas de iniciação científica na Poli-USP

Alunos apresentam resultados de suas pesquisas de iniciação científica na Poli-USP

Estudantes de graduação orientados por professores da Escola Politécnica apresentam seus trabalhos em simpósio esta semana

Até a próxima quinta-feira, dia 2 de outubro, será realizada, na Escola Politécnica da USP, a primeira etapa do Simpósio Internacional de Iniciação Científica e Tecnológica da USP, o SIICUSP, evento científico no qual alunos de graduação da USP apresentam os resultados de pesquisas de iniciação científica. No novo formato do evento, adotado a partir deste ano, os alunos apresentam seus trabalhos para três avaliadores, e os projetos melhor avaliados participarão da segunda etapa, que será realizada em outra data pela Pró-Reitoria de Pesquisa da USP. No primeiro dia foram apresentados projetos orientados por professores das áreas de Engenharia Metalúrgica, de Materiais, Minas, Petróleo, Naval e de Produção. Na quarta-feira, dia 1º de outubro, serão apresentadas pesquisas orientadas por professores de Engenharia Elétrica, que compreende as áreas de Engenharia de Energia e Automação Elétricas, Telecomunicações, Engenharia de Computação e Sistemas Digitais, e de Sistemas Eletrônicos.  No último dia, na quinta-feira, 2 de outubro, serão apresentados os projetos de orientados por professores de Engenharia Civil e Engenharia Ambiental.

O simpósio reúne trabalhos desenvolvidos nos diversos laboratórios e grupos de pesquisa da Escola Politécnica da USP, que possui 15 departamentos divididos entre as grandes áreas de Engenharia Civil, Elétrica, Mecânica e Química. Os alunos não são apenas da própria Escola, como de outras áreas da USP, e realizam trabalhos muitas vezes multidisciplinares. Este é o caso do estudante de biologia, Gady Novachi ( Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ), que orientado pelo professor Luis Enrique Sánchez, do Departamento de Engenharia de Minas e Petróleo da Poli-USP, desenvolveu uma pesquisa sobre a perda da diversidade e de serviços ecossistêmicos, analisando se as compensações exigidas por lei são adequadas. A estudante de Engenharia Civil, Tainah Lima Bártolo ( Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ), realizou um estudo sobre o impacto das novas tecnologias no trabalho dos músicos brasileiros, traçando um perfil dos mesmos, e verificando como eles utilizam ferramentas tecnológicas da produção à difusão de conteúdo. A pesquisa de Tainah foi orientada pelo professor Davi Noboru Nakano, do Departamento de Engenharia de Produção da Poli-USP.

Bianca Levy Sgroi Geranutti faz parte da primeira turma de Engenharia de Petróleo que realizará o curso integralmente no campus de Santos, e está realizando uma iniciação científica com apoio da Associação dos Engenheiros Politécnicos, mas estenderá o mesmo projeto com apoio da ANP. Orientada pela professora Carina Ulsen, Bianca está fazendo a caracterização da lama de perfuração para poços de petróleo, elemento fundamental para a cadeia produtiva do petróleo. “São as suas características que determinam o sucesso de uma operação em relação ao meio em que está sendo perfurado. Assim, este projeto visa a caracterização física, química e minerológica desse fluído para um desenvolvimento científico da área de Engenharia de Petróleo”, explica a estudante.

Outro exemplo interessante de iniciação científica realizada na Poli-USP é a do estudante Willian Tadao Sujuki, na área de logística humanitária, orientada pelo professor do Departamento de Engenharia de Produção, Hugo Tsugunobu Yoshida Yoshizaki. O trabalho de Willian estudou os Núcleos de Defesa Civil Comunitários (NUDECS), quanto às funções e posição na hierarquia da defesa civil na resposta a desastres. O órgão em questão, segundo Willian, é o mais operacional da Defesa Civil e é formado por voluntários, moradores das áreas de risco, e por isso atua tanto na prevenção de desastres quanto na resposta a eles, sendo essencial para o rápido atendimento e providências iniciais aos moradores do local.

Projetos como estes são apresentados no simpósio, e podem servir de inspiração para estudantes que queiram ter a experiência de realizar uma pesquisa científica, tanto para aprender as técnicas e metodologias, quanto para conhecer um assunto a fundo. Os alunos da USP tem a possibilidade de fazer iniciação científica com professores de outras unidades, trabalhando em projetos multidisciplinares. Para a professora Roseli de Deus Lopes, do Departamento de Engenharia de Sistemas Eletrônicos da Escola Politécnica da USP, “em uma universidade de excelência como a USP o grande diferencial para os alunos de graduação é justamente a possibilidade do envolvimento em projetos de pesquisa e inovação, por meio de oportunidades de iniciação científica e tecnológica".

Veja programação completa no link.