Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Arquivo de notícias Alunos do ensino médio têm aulas de engenharia na Poli-USP

Alunos do ensino médio têm aulas de engenharia na Poli-USP

Matéria retirada da página da Fundação para o Desenvolvimento Tecnológico da Engenharia (FDTE)

Em seminário realizado no final de junho, nas dependências do prédio da Engenharia Civil da Poli-USP, alunos do ensino médio da rede estadual paulista de ensino concluíram mais uma etapa do Programa de Pré-iniciação Científica - Pré-IC Poli-FDTE e Pré-IC USP-Santander. O Pré-IC deste ano começou em fevereiro e segue até o final do ano letivo. Os alunos participantes foram divididos em quatro grupos e apresentaram os resultados de sua vivência nos laboratórios de Tecnologia de Materiais e Componentes de Construção, Geoprocessamento, Automação e Modelagem Matemática neste ciclo, que teve a duração de seis semanas. Os trabalhos foram coordenados pelos professores Edvaldo Simões da Fonseca Júnior, do departamento de Engenharia de Transportes, Diolino José dos Santos Filho, do Departamento de Engenharia Mecatrônica e de Sistemas Mecânicos, e Mercia Bottura e Cheng Liang Yee, do Departamento de Engenharia de Construção Civil.

Trabalhos apresentados

O primeiro grupo, coordenado pela professora Mercia, mostrou os resultados do estudo e análises das propriedades e do comportamento mecânico do vidro, aço, madeira, plástico, argamassa e cerâmica vermelha, materiais utilizados na Construção Civil. 

Em seguida, os alunos do grupo coordenado pelo professor Cheng Yee apresentaram o ‘Pega Forma’, um utensílio de cozinha projetado para retirar forma de bolo do forno sem precisar usar luvas. O grupo coordenado pelo professor Edvaldo Simões desenvolveu três pequenos robôs: um elefante, um cachorro e um trator movidos por controle remoto ou por aplicativos de telefone celular. 

A última apresentação foi feita pelo grupo coordenado pelo professor Diolino José dos Santos Filho, que fez pesquisas em eletrônica digital.

O professor Diolino José dos Santos Filho explicou que, no seu módulo, inicialmente o estudante aprende noções de sistemas binários e Álgebra Boolena. Na sequência coloca seus conhecimentos em prática e aprende a implementar circuitos lógicos. Posteriormente, recebe noções de controle de Sistemas a Eventos Discretos, seus diversos dispositivos e, utilizando ferramentas computacionais, aprende a desenvolver projetos básicos de automação. Além de desenvolver projetos práticos para implementação de circuitos correspondentes a controladores locais dedicados, também trabalha com lógicas de controle para representar as condições de operação de sistemas e os níveis de automação que podem estar presentes em um Sistema Produtivo.

Resultados

Sobre a apresentação dos resultados a professora Mercia Bottura comentou que os alunos trabalharam pesado para dar conta do desafio de pesquisar, projetar e construir algo com os conhecimentos de engenharia adquiridos num curto período de tempo. Os alunos comentaram que o programa ofereceu uma visão real do que é engenharia, permitiu o contato com a ciência, ajudou a mudar os conceitos que tinham da universidade e a ver a vida de modo mais avançado. Outra avaliação positiva que fazem do programa é o envolvimento dos demais alunos das escolas onde estudam que chegam até a competir para ver quem irá participar dos próximos grupos.

Para a professora Mercia Bottura é gratificante ver que o esforço está valendo a pena. “A vida universitária tem grandes desafios e se vocês desejarem poderão estudar na Poli nos próximos anos, mas, para isso, precisam se preparar com afinco para o vestibular”, afirmou.
O professor Edvaldo da Fonseca lembrou que estudar na USP é um direito de todos. “Entretanto a garantia desse direito depende do empenho de cada um”. O professor Diolino José dos Santos Filho lembrou que tudo na vida tem um preço. “Este preço é o nosso tempo. Precisamos valorizar o que fazemos e pensar no resultado que desejamos para nossas vidas. Nosso objetivo com este trabalho é ajudar na formação do caráter de cada um, demonstrando que vocês têm competência para serem pessoas pró-ativas no seio da sociedade”, afirmou.
O professor Cheng Yee alertou para a necessidade de os alunos valorizarem o tempo, que é um recurso distribuído de modo justo e igualitário, pois todos recebem 24 horas por dia. “Quero dizer aos alunos presentes que não desperdicem este recurso precioso”. Também falou sobre competição: “Independente de quantas pessoas estiverem à frente, a única competição relevante é consigo mesmo”, disse. Sobre a escolha profissional lembrou que não existe uma profissão mais nobre que outra, mas aquelas que realmente se adéquam ao potencial de cada um. “A ideia do Pre-IC é explorar o potencial dos alunos. Esperamos que, motivados, consigam encontrar seus próprios caminhos e se realizem ao escolher uma profissão que libere seu potencial de forma plena”, disse.

Alunos e escolas participantes

Escola Estadual Anecondes Alves Ferreira
Alunos: Alexandre Zeferino Lima, Gabrielly Marques da Costa, Gustavo Vieira Estevam, Hellen Carneiro de Oliveira, Larissa de Melo Neiva, 
Victória Vieira da Silva, Anderson Almeida dos Santos, Victor Santiago de Oliveira Silva

Escola Técnica Juscelino Kubitschek de Oliveira
Aluno: Bruno da Costa Nunes

Escola Estadual Santo Dias da Silva
Alunos: Glaucia Santana de Sousa, João Pedro Milagres de Santana,Jorge Alberto Vieira de Oliveira,Mayara Aparecida dos Santos,Robson Conceição Oliveira, Joseane Fabiola Santos Santana, Natasha Durante Carneiro, Samantha Durante Carneiro, Sara Silva Fagundes, Thainá Silva de Oliveira, Igor Viana Carvalho, Andre dos Santos Alves, Kaique Sena Rocha, Islay Gomes da Silva

Colégio Marupiara
Alunos: Letícia Tiemi Medoruma Thibana, Pedro Henrique Adorno Crepaldi, Pietro Pieri, Pietro Pugliesi Longui,

Escola Estadual Professor José Fernando Abbud
Aluno: Vitor Santiago Pereira

Escola Estadual José Marcato
Alunos: Lizandra Ferreira De Oliveira, Maria Letícia Carvalho De Oliveira