Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Arquivo de notícias Poli-USP comemora a marca de 1000 Duplos Diplomas com universidades estrangeiras

Poli-USP comemora a marca de 1000 Duplos Diplomas com universidades estrangeiras

Um marco para a internacionalização na Escola, acordos demandam esforços mútuos entre as universidades envolvidas

A Escola Politécnica da USP realizará, na tarde do dia 8 de junho, segunda-feira, um evento em comemoração à marca dos 1000 duplos diplomas. A Escola completou a marca de 1000 Duplos Diplomas como resultado dos esforços de professores no processo de internacionalização. Desde 2001, a Poli-USP enviou 839 alunos para o exterior e recebeu 164 estrangeiros para participarem deste tipo de intercâmbio internacional. Além da comemoração, o evento trará representantes de escolas parceiras, ex-alunos e empresas para apresentar os resultado e discutir melhorias e possibilidades. O evento será realizado no Prof. Francisco Romeu Landi, prédio da Administração da Escola Politécnica da USP.

Segundo o presidente da Comissão de Relações Internacionais da Poli-USP, Fernando Josepetti Fonseca, nos 30 acordos de Duplo Diploma (DD) que a Poli tem assinados, o estudante cursa quatro anos na Poli e dois anos na escola estrangeira conveniada. Ao final dos seis anos de estudos, o formado recebe dois diplomas: um da Poli e outro da escola estrangeira. “Desta forma, ele adquire a permissão de trabalhar como engenheiro no Brasil e no exterior”.

Programas de Duplo Diploma

Atualmente a Escola Politécnica possui acordos de Duplo Diploma com a França (23), Itália (2), Alemanha (2), Portugal (1), Espanha (1) e Peru (1). Os 164 estrangeiros mencionados começaram o seu curso no seu país e vieram para a Poli para terminá-lo em um ano e meio a dois anos, conforme o acordo. No caso dos politécnicos, em sete destes acordos os alunos fazem dois anos e meio na Poli, em seguida cursam dois anos no exterior, e na volta cursam mais um ano e meio na Poli. A seleção dos alunos que participam deste tipo de intercâmbio é feita um ano antes da partida para o exterior e segue critérios de excelência acadêmica. Algumas escolas francesas vêm ao Brasil para completar a seleção.

De acordo com Josepetti, os Duplo Diplomas, além de possibilitarem uma formação técnica com enfoques diferentes e complementares, permitem que os engenheiros adquiram experiência profissional, cultural e psicológica que serão valorizadas durante o exercício profissional. “A concessão do diploma estrangeiro exige que o politécnico cumpra exigências acadêmicas, como a aprovação em disciplinas obrigatórias e em determinado número de créditos, não existentes em intercâmbios do tipo Aproveitamento de Estudos”. O intercâmbio Aproveitamento de Estudos é uma modalidade diferente também oferecida na Escola Politécnica. Neste caso, o estudante permanece de seis meses a um ano no exterior e escolhe livremente as disciplinas que deseja cursar. Este tipo de intercâmbio envolveu quase 2000 estudantes na Poli no período de 2001 a 2014, sendo 1220 politécnicos e 752 estrangeiros.

Serviço

Comemoração dos 1000 Duplo Diplomas

Data e horário: 8 de junho de 2015, das 14h às 18h

Local: Auditório Prof. Francisco Romeu Landi, prédio da Administração da Escola Politécnica da USP

Edifício Mário Covas Júnior

Av. Prof. Luciano Gualberto, travessa 3, nº 380. São Paulo – SP