Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Arquivo de notícias Escola Politécnica faz alterações para o vestibular de 2016

Escola Politécnica faz alterações para o vestibular de 2016

Diversos cursos têm mais vagas disponíveis e Engenharia Ambiental foi desmembrada da Engenharia Civil na inscrição.

A Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) promoveu duas mudanças no vestibular de 2016. A primeira se refere ao curso de Engenharia Ambiental, que passou a ter processo de inscrição próprio na Fuvest 2016. A segunda mudança se refere ao aumento no número de vagas de vários cursos, em razão do remanejamento das 50 vagas do curso de Engenharia de Computação – ênfase em Sistemas Corporativos, que era ministrado no campus da USP-Leste e foi suspenso temporariamente. Para o ano que vem, a Poli continua oferecendo as mesmas 870 vagas em 17 cursos de Engenharia.

Em anos anteriores, os estudantes prestavam vestibular para a Grande Área Engenharia Civil e só ao final do primeiro ano, com base nas notas obtidas nas disciplinas obrigatórias, é que optavam entre a Engenharia Civil e a Engenharia Ambiental. Esse processo gerava muitos insatisfeitos. Agora, o aluno escolhe, no ato da inscrição para o vestibular, sua carreira preferida. Estão sendo oferecidas 135 vagas para Engenharia Civil e 55 para Engenharia Ambiental.

As 50 vagas do curso da USP-Leste foram remanejadas para 13 cursos: Engenharia Ambiental; Engenharia Civil; Engenharia de Computação; Engenharia Elétrica e suas Ênfases (Automação e Controle; Computação; Energia e Automação; Eletrônica e Sistemas; Telecomunicações); Engenharia de Materiais; Engenharia Mecatrônica; Engenharia Naval; Engenharia de Produção; Engenharia Química.

“Fizemos esse remanejamento considerando a combinação de vários aspectos, como as necessidades do mercado de Engenharia, o interesse dos alunos e a capacidade que os departamentos e cursos tinham de absorver as vagas, já que não receberiam recursos adicionais”, explica o professor Francisco Cardoso, presidente de Comissão de Graduação da Poli. Essa distribuição de vagas foi discutida e aprovada pelo Conselho Técnico-Administrativo, pela Comissão de Graduação e pela Congregação da Poli-USP, e pelo Conselho Universitário da USP.

*****************************

 Atendimento à imprensa:

Acadêmica Agência de Comunicação – www.academica.jor.br

Erika Coradin – Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. "> Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Tels. (11) 5081-5237 / (11) 5549-1863