Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Arquivo de notícias Escola Politécnica da USP recebe Comissão de Avaliação Institucional

Escola Politécnica da USP recebe Comissão de Avaliação Institucional

 Professores de universidades brasileiras e estrangeiras conheceram as estruturas de ensino, pesquisa e extensão da Poli-USP

A Escola Politécnica da Universidade de São Paulo recebeu, de 15 a 18 de setembro de 2015, uma comissão de professores indicados para o processo de Avaliação Institucional. Durante toda a semana, os avaliadores entraram em contato com professores e pesquisadores de todos os 15 departamentos da Escola Politécnica, bem como com os representantes das comissões de graduação, pós-graduação, pesquisa e cultura e extensão. Eles realizaram encontros com alunos de graduação e pós-graduação brasileiros e estrangeiros e, também, com os funcionários administrativos e de laboratórios. O cronograma e a realização das visitas foi organizado pelo Serviço de Planejamento e Gestão da Poli-USP. Os professores convidados que contribuíram com o processo foram o Prof. Gláucio H. Paulino (Georgia Institute of Technology, EUA), o Prof. Antonio Marcus Nogueira Lima (UFCG), o Prof. Álvaro Toubes Prata (UFSC), o Prof. John Connaugton (University of Reading, Reino Unido), o Prof. Paulo Batista Gonçalves (PUC Rio) e o Prof. Rubens Maciel Filho (Unicamp). Os resultados da avaliação serão divulgados em breve à toda comunidade politécnica.

A determinação da avaliação das instituições de ensino brasileiras em todos os níveis já estava estabelecida na Constituição Federal de 1988, expressa no Art. 209: “o ensino é livre à iniciativa privada, mediante avaliação de qualidade pelo poder público”. No Estado de São Paulo, o Conselho Estadual de Educação, instituiu a avaliação das Instituições de Ensino Superior (IES) em abril de 2000, por meio da Deliberação CEE 04/2000.

A USP, em consonância com a Constituição Federal de 1988, deu inicio à Avaliação no seu interior, de maneira sistematizada por meio de ciclos de Avaliação Departamental, antes da Deliberação Estadual, quando criou a Comissão Permanente de Avaliação (CPA) em sete de abril de 1992. A CPA foi criada com o objetivo planejar, acompanhar e avaliar o desenvolvimento das atividades acadêmicas da Universidade.

A CPA define a Avaliação Institucional como uma ação transformadora, conjunta e contínua, com o objetivo essencial de colaborar para a melhoria da qualidade da educação superior, cuja contribuição de maior relevância é a criação e o fortalecimento de uma cultura de qualidade no contexto do plano institucional da Universidade. Deve ser vista também como procedimento voltado para garantir a autonomia universitária. Trata-se de procedimento autocrítico e responsável para atender ao bem comum e à missão institucional, devendo ser parte integrante do planejamento da instituição.