Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Arquivo de notícias USP pode desenvolver projetos na área do Porto de Santos

USP pode desenvolver projetos na área do Porto de Santos

Com informações da Assessoria de Imprensa da Poli-USP

994X7679

Na reunião, foi discutida a parceria entre a USP e a Codesp

No dia 14 de setembro, o reitor Marco Antonio Zago recebeu o presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Angelino Caputo e Oliveira, para discutir o estabelecimento de um convênio de cooperação entre as duas Instituições para o desenvolvimento de projetos na região do Porto de Santos, em São Paulo.

Também participaram do encontro o diretor presidente da Brasil Terminal Portuário, Antonio Passaro; o secretário de Assuntos Portuários e Marítimos da Prefeitura de Santos, José Eduardo Lopes; o secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico e Inovação, José Antonio Oliveira de Rezende.

Pela USP, fizeram parte da reunião o vice-reitor Vahan Agopyan; a vice-diretora da Escola Politécnica (EP), Liedi Legi Bariani Bernucci, e o superintendente de Relações Institucionais, José Roberto Drugowich de Felício.

Segundo o presidente da Codesp, Angelino Caputo e Oliveira, diversos projetos podem resultar dessa parceria, a ser estabelecida com a Escola Politécnica. “A USP pode realizar estudos técnicos e simulações com o objetivo de viabilizar o planejamento dos acessos marítimos e terrestres ao Porto, em especial as manobras dos navios, os efeitos hidrodinâmicos da navegação, orientações para os programas de dragagem e proteções contra erosão e assoreamento e também simulações dos tráfegos rodoviários e ferroviários”, afirma.

Para a vice-diretora da Escola Politécnica (EP), Liedi Legi Bariani Bernucci, o principal ponto a ser destacado com o estabelecimento futuro desta parceria é a possibilidade de a Poli poder colaborar na melhoria e aprimoramento das operações do Porto, considerado o mais importante do Brasil.

Santos alcançou, em 2015, seu maior movimento de cargas para o primeiro semestre do ano, somando 55,2 milhões toneladas. O número supera em 2,6% o recorde anterior, registrado em 2013, de 53,7 milhões toneladas. Sua área de influência econômica concentra mais de 50% do produto interno bruto (PIB) do país e abrange, principalmente, os Estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

A previsão é que o convênio seja assinado até o final de novembro deste ano.