Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Arquivo de notícias Equipe de Robótica da Poli-USP participa de competição na UFLA e recebe 8 prêmios

Equipe de Robótica da Poli-USP participa de competição na UFLA e recebe 8 prêmios

A ThundeRatz competiu na 3ª edição do Summer Challenge, organizado pela RoboCore

Entre os dias 30 de outubro e 2 de novembro, a Equipe ThundeRatz de Robótica da Escola Politécnica da USP esteve na Universidade Federal de Lavras (UFLA), em Minas Gerais, participando da 3ª edição do Summer Challenge, competição de robótica organizada pela RoboCore. A competição é a segunda maior da América Latina em termos de equipes participantes e projetos. As competições de robótica são como as olimpíadas. Porém, ao invés de diferentes esportes existem várias categorias de robôs, como combate, hockey, sumô, sumô de LEGO, seguidores de linha e “trekking”. Os grupos que participam destes eventos são geralmente de faculdades de engenharia, apesar de existirem algumas equipes independentes.

A ThundeRatz participou com 16 projetos em 12 categorias da competição, sendo a única equipe a ter projetos em todas as categorias. Como resultado, a equipe conquistou 8 troféus:

Ouro - Categoria Sumô R/C 3kg - Stonehenge.

Ouro - Categoria Sumô LEGO - ThunderStruck.

Prata - Categoria Combate Antweight - Duende.

Prata - Categoria Sumô autônomo 3kg - Moai.

Prata - Categoria Trekking - ThunderWaze.

Prata - Categoria Hockey Pro - Time Olympus.

Bronze - Categoria Combate Featherweight - Armagedrum.

Bronze - Categoria Sumô LEGO - ThunderBlock.

A equipe recebeu apoio da Escola, principalmente com o transporte, dos técnicos, com auxílio à usinagem, e do professor orientador, Marcos Ribeiro Pereira Barretto, do departamento de Departamento de Engenharia Mecatrônica e de Sistemas Mecânicos. Em especial a equipe gostaria de agradecer aos patrocinadores por confiarem em seu trabalho e por dedicar esforços, tempo e material para apoiar e permitir que seus projetos sejam realizados. “A grande quantidade de títulos conquistados apenas foram possível graças a eles”, explica Cauê Cimorelli Muriano, estudante do terceiro ano de Engenharia Mecatrônica e capitão da equipe.