Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Arquivo de notícias Alunos de pós em engenharia naval da Poli poderão assistir aulas de universidades japonesas

Alunos de pós em engenharia naval da Poli poderão assistir aulas de universidades japonesas

Programa prevê também aulas por videoconferência de universidades brasileiras

Um evento realizado na Escola Politécnica da USP na segunda-feira, dia 29 de fevereiro de 2016, marcou o lançamento de um programa colaborativo de pós-graduação que envolverá cinco universidades japonesas e quatro brasileiras, específico para área de Engenharia Naval e Oceânica. Uma delegação das universidades de Tóquio, Nacional de Yokohama, de Nihon e de Kuyushu foi recepcionada pelo diretor da Poli-USP, professor José Roberto Castilho Piqueira, e pelos professores do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Naval e Oceânica da Escola.

O professor Toru Sato, da Universidade de Tóquio, apresentou suas propostas pedagógicas sobre o curso colaborativo. Segundo ele, as aulas serão oferecidas por meio de um sistema de videoconferência específico para oferecer interatividade, e o horário será às 8h da manhã do Brasil e às 20h no Japão, devido ao fuso horário. Os semestres letivos se iniciarão em abril e setembro, e os alunos que completarem os créditos receberão um certificado conjunto com o nome das universidades. Segundo o professor, haverá espaço também para intercâmbios curtos, de três semanas. Depois da apresentação do plano pedagógico, outros professores e pesquisadores apresentaram suas linhas de pesquisa.

O curso será iniciado em abril, e todos os estudantes de pós-graduação das Escolas e Universidades integrantes do acordo poderão participar do programa, que terá diversas disciplinas com formatação diferente das convencionais. Participam da iniciativa as seguintes universidades brasileiras: USP, Unicamp, UFRJ, UFPE e UFSC. O projeto faz parte de uma iniciativa do Ministério da Educação do Japão para apoiar a formação de programas colaborativos com as universidades latino-americanas. Segundo o professor Kazuo Nishimoto, do Departamento de Engenharia Naval e Oceânica da Poli-USP, este curso faz parte da proposta que a Universidade de Tóquio está organizando envolvendo diversas universidades brasileiras e japonesas que tenham programa de pós-graduação ou de graduação com foco na Engenharia Naval e Oceânica. “A ideia é aumentar a gama de disciplinas atualizadas que possam cobrir as demandas cada vez mais diversificadas nesta área. Como o Brasil vem mostrando diversas teses e dissertações (papers) de alto nível na área de Engenharia Oceânica, especificamente em exploração e produção de petróleo e gás no mar, eles escolheram como principal parceiro”.

Outras informações com o Programa de Pós-Graduação em Engenharia Naval e Oceânica, pelo site http://www.pnv.poli.usp.br/posGraduacao.php