Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Arquivo de notícias Alunos de engenharia de petróleo da Poli-USP de Santos realizam doação de sangue em trote solidário

Alunos de engenharia de petróleo da Poli-USP de Santos realizam doação de sangue em trote solidário

Um grupo de estudantes de Engenharia de Petróleo da Escola Politécnica da USP participou de uma doação de sangue na Santa Casa de Santos na tarde desta quinta-feira, dia 3 de março. Esta é a quinta vez que os alunos realizam este tipo de ação, que faz parte das atividades de trote solidário realizado todos os anos pelos estudantes da Poli em Santos desde que o curso passou a ser oferecido na cidade, em 2012. Cerca de 30 alunos se reuniram no Colégio Cesário Bastos, onde estudam, e se dirigiram ao hospital, que fica próximo ao campus.

O estudante Eriky Kunitake, que preside a organização estudantil que representa os estudantes de engenharia de petróleo, conta que é uma orientação da direção da Escola, desde o início, que os estudantes contribuam com a sociedade que financia as atividades da universidade. “Nossos professores enfatizaram que a vinda da USP para Santos deve sim ter benefícios diretos para a população local. Não só a gente se formar como bons engenheiros e contribuir profissionalmente, mas influenciar ao máximo diretamente. Todas as campanhas sociais, a doação de alimentos, o natal solidário, e esta doação de sangue são coisas que estão ao nosso alcance e que esperamos que façam a diferença”. E eles encontraram nas ações solidárias uma maneira de divulgar o curso, e informar a população da região de que a USP oferece o curso de Engenharia de Petróleo em Santos.

A caloura Roberta Lovisi, de 17 anos, não só doou sangue, como levou a sério o propósito de salvar vidas. A futura engenheira participou da ação fantasiada como a super-heroína Mulher Maravilha. “Eu sempre quis doar sangue e esta é a primeira vez. Como nós fazemos o trote solidário, eu decidi vir vestida de Mulher Maravilha para divulgar a importância da doação de sangue, como uma iniciativa que pode salvar vidas”.