Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Arquivo de notícias Com carrinhos de rolimã, projeto da Poli-USP busca motivar jovens a seguir carreira técnica

Com carrinhos de rolimã, projeto da Poli-USP busca motivar jovens a seguir carreira técnica

Durante o final de semana de 22 e 23 de outubro, acontece o projeto “Oficina de Carrinhos de Rolimã” realizado por estudantes de engenharia da Escola Politécnica da USP. Trata-se de uma iniciativa conjunta do Programa Poli Cidadã e do Centro Acadêmico da Mecânica e Mecatrônica (CAM), e tem como parceiros e patrocinadores nesta iniciativa jovens engenheiros da American Society of Heating, Refrigerating and Air Conditioning Enginneers (ASHRAE) e a Fundação para o Desenvolvimento Tecnológico da Engenharia (FDTE).

A proposta de promover corridas de carrinho de rolimã, que partiu da experiência dos estudantes de engenheria, tem como objetivo despertar e motivar para a área técnica mecânica os meninos e meninas de comunidades vizinhas do campus da USP no Butantã em São Paulo, e que estudam na Escola Estadual Emygdio de Barros. “Esta iniciativa possibilita também a integração entre estudantes de engenharia da USP com meninos comunidades vizinhas, aumentando nestes estudantes a sensibilidade para a realidade de grande parte da juventude brasileira”, explicam o professor da Poli-USP, Antonio Luis de Campos Mariani, coordenador do Poli Cidadã.

Em dois dias de oficina, 32 meninos e meninas de 10 a 14 anos divididos em oito equipes, tem como monitores estudantes de engenharia, discutem e registram seus projetos, estabelecendo características, dimensões, e processos de fabricação dos carrinhos. Em seguida são fabricados e decorados os carrinhos. Na última etapa as equipes foram convidadas a testar seus protótipos em uma bateria especial da tradicional GP Carrinhos de Rolimã da USP, no dia 5 de novembro. Ao final, todos os participantes receberão um certificado e do convite “Vamos pensar no futuro?”, feito através de um folheto que indicava Escolas Técnicas e Cursos do SENAI para aqueles que se sentiram motivados a atuar na área técnica.