Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Arquivo de notícias Lapidadora é doada para Poli-USP

Lapidadora é doada para Poli-USP

Equipamento será usado para atividades didáticas junto aos alunos da graduação e em pesquisa

O Departamento de Engenharia Mecatrônica e Sistemas Mecânicos (PMR) da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) recebeu uma lapidadora como doação. O equipamento será utilizado para atividades de ensino da graduação e em pesquisas, segundo o professor do PMR, Rodrigo Lima Stoeterau. A cerimônia de formalização da doação foi realizada nesta quinta-feira (03/11), com a presença do doador, Joseph Adam Antich, sua mulher, a ex-professora da Poli-USP Ana Maria Mendonça de Morais Adam, e do diretor da Poli, professor José Roberto Castilho Piqueira.

Esse tipo de equipamento é usado em lapidação, processo de fabricação por remoção de material com uso de abrasivos. “É, por natureza, um processo de fabricação fino, capaz de produzir componentes com alto grau de definição geométrica, dimensional e principalmente acabamento superficial”, explica o professor Stoeterau.

Esses requisitos são essenciais em diversos componentes, como aqueles empregados em hidráulica e pneumática (atuadores e válvulas), e na indústria de semicondutores, nos quais os substratos onde serão produzidos os circuitos integrados devem ter altíssimo paralelismo e planeza, além de rugosidade ultrabaixa nas faces. A fabricação de elementos ópticos é, também, um dos campos principais de aplicação da lapidação, onde a obtenção de supefícies transmissívas (lentes) e reflexivas (espelhos) podem ser obtidas com facilidade pelo processo de lapidação.

A lapidadora doada para a Poli é da Engis, uma pequena empresa dos Estados Unidos dedicada a produzir lapidadoras e sistemas de polimento sofisticados, de alta precisão, usados em diversos setores industriais. Ela será instalada em uma sala do PMR totalmente reformada. O espaço é climatizado, tem controle de acesso e foi preparado para receber equipamentos sensíveis como esse. O técnico que vai operá-la já está em treinamento.

“Queremos agradecer a doação, com certeza será um equipamento muito útil e esperamos fazer o melhor uso dele que pudermos”, afirmou o professor Stoeterau. De acordo com Antich, a ideia de doar o aparelho para a Poli foi da sua esposa, Ana Maria, que fez o doutorado na Poli-USP, onde também deu aulas, em Engenharia Química, há muitos anos. “Estamos contentes por esse contato com a Poli e esperamos que essa doação seja o primeiro passo para o estabelecimento de uma relação longa e produtiva entre a Poli e a Engis”, declarou Antich.

Ao final da cerimônia, o professor Piqueira entregou ao casal o selo comemorativo dos 120 anos da Poli e um broche com a Minerva, símbolo da Poli por representar na mitologia grega a deusa da Sabedoria e das Ciências.