Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Arquivo de notícias Workshop mostra qualidade das pesquisas da Poli-USP em Engenharia de Computação

Workshop mostra qualidade das pesquisas da Poli-USP em Engenharia de Computação

Quinta edição do evento contou com apresentação de 72 trabalhos de pesquisa

O V Workshop de Pós-Graduação em Engenharia de Computação, realizado nesta quinta-feira (24/11), no anfiteatro do prédio da Engenharia Elétrica da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), em São Paulo, foi uma mostra da qualidade das pesquisas que são realizadas pela instituição na área de Engenharia de Computação. Nesta edição, foram apresentados 72 trabalhos de pesquisa, na forma de pôsteres e oralmente. “Temos hoje 150 alunos e são mais de mil teses de doutorado defendidas ao longo dos anos no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica”, destacou a professora Anna Helena Reali Costa, chefe do Departamento de Engenharia de Computação e Sistemas Digitais (PCS), na abertura do evento.

A professora, que representou o professor José Roberto Castilho Piqueira, diretor da Poli, no evento, contou que o Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica (PPGEE), dentro do qual se inserem as pesquisas em Engenharia de Computação, é o maior e mais antigo dessa área no Brasil. Ela destacou a importância desses trabalhos de pesquisa para o desenvolvimento do País, por meio da transferência de tecnologia. “A pós-graduação no Brasil teve uma grande projeção nos últimos anos em relação ao que tínhamos nos anos 1980, mas isso ainda não se refletiu na economia brasileira”, ponderou.

Da parte da Escola, disse ela, há um incentivo para que os alunos da pós-graduação trabalhem em parceria com empresas, além de serem empreendedores. “Muitos alunos vêm transformando seus projetos de mestrado e doutorado em negócio e isso vem sendo incentivado na Engenharia de Computação.”

Segundo o professor Gilberto Francisco Martha de Souza, presidente da Comissão de Pesquisa da Poli, a Escola é fundamental fazer o casamento entre a ciência e a inovação. “Só assim conseguiremos o desenvolvimento científico e tecnológico de que o País necessita”, disse ele lembrando que, sem investir em pesquisa e inovação, o Brasil continuará a ter baixa produtividade na economia.

O professor Vitor Heloiz Nascimento, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica da Poli, lembrou que o workshop é uma iniciativa importante para que docentes e alunos tomem conhecimento do que vem sendo feito em pesquisa por seus colegas. “Essa troca de informações e ideias pode gerar colaboração”, disse. Mesma visão tem o professor Jorge Rady de Almeida Júnior, representante da área de Engenharia de Computação no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica. “Com o workshop, estamos promovendo a integração entre áreas, docentes, alunos e grupos de pesquisa que compõe o Programa, especialmente entre os que atuam na área de Engenharia de Computação”, endossou.

A professora Anna Helena Reali Costa acrescentou ainda que a avaliação anual do programa, feita pelo governo, é necessária, assim como todo esforço para integrar as atividades de pesquisa com a pós, e demonstrar a qualidade do trabalho científico da Poli por meio das publicações, dos trabalhos em cooperação internacional e da participação em eventos.

Cerca de 200 pessoas se inscreveram para participar desta edição do workshop, cuja coordenação foi do professor Pedro Luiz Pizzigatti Corrêa, do PCS. Além das pesquisas, o evento contou com palestras dos diretores da área de pesquisa da IBM e da Ericsson, Ulisses Mello e Eduardo Oliva, respectivamente, que falaram sobre as atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação em suas empresas.

O workshop foi patrocinado pela Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), do Ministério da Educação; IBM Research do Brasil; Centro de Estudos Sociedade e Tecnologia (CEST); Fundação para o Desenvolvimento Tecnológico da Engenharia (FDTE); Vika Controls; Libelium, e recebeu apoio institucional do PCS, do IEEE South Brazil Section, da Ericsson e da Oracle.