Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Arquivo de notícias Poli recebe biblioteca de um dos maiores professores de sua história

Poli recebe biblioteca de um dos maiores professores de sua história

Foi inaugurado ontem (09/06), na Biblioteca Prof. Telemaco Langendonck, do Departamento de Engenharia Civil, da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), o Espaço Victor de Mello, que vai abrigar o acervo pessoal desse professor, morto em 1º de janeiro de 2009. No total, ele doou 1.650 volumes de livros, além de cerca 5 mil fascículos de periódicos, que agora estarão à disposição dos alunos da Poli. O espaço foi inaugurado oficialmente com a presença de familiares dele, representado no discurso de abertura pelo seu neto, Lucas de Mello Alessio.

 Victor de Mello lecionou por muitos anos no Departamento de Engenharia de Estruturas e Geotécnica (PEF), da Poli, e foi uma referência na área. O atual diretor da Escola, José Roberto Cardoso, disse que o espaço servirá para reverenciar um dos grandes professores da história da Poli. “Ele foi alguém que marcou nossa escola politécnica praticamente desde seu início”, declarou. “Não existe nenhum engenheiro civil da área de estruturas que não o conheça, que não estudou pelos livros e apostilas de Victor de Mello. Ele criou uma referência do que deve ser estudado nas áreas de mecânica do solo e geotecnia. O acervo que nos deixa, enriquece a Poli não só pelo conteúdo, mas como história.”

Em seu discurso, o professor titular Waldemar Coelho Hachich, do PEF, lembrou que Victor de Mello sempre foi reverenciado como um grande educador, estimulando seus alunos a desafios, à visão crítica, “valorizando a excelência e criticando impiedosamente o ruim, o trivial e o errado”. “Outra característica dele era o respeito à informação que se traduzia no carinho que ele tinha por essa biblioteca”, recordou. “Uma característica da biblioteca do professor, pelo menos quando a conheci, é que ela sempre esteve aberta aos profissionais da área. Quem quisesse podia consultar. Não foi surpresa, portanto, quando há uns cinco anos ele manifestou o desejo de que ela continuasse de domínio público.

Para doar seu acervo à Poli, Mello só impôs uma condição: que seus livros ficassem juntos e não espalhados entre os outros livros da Biblioteca Prof. Telemaco Langendonck. Isso porque eles contêm muitos comentários seus nas margens, que retratam um pouco da sua trajetória profissional. Carreira que inclui participação nas discussões de projeto e construção de praticamente todas as grandes hidrelétricas do Brasil e da America Latina. Ele teve papel destacado na construção da linha de transmissão de Itaipu. Além disso, participou da implantação dos metrôs de São Paulo e do Rio de Janeiro, de obras portuárias e costeiras, e de grandes escavações para minerações, rodovias e ferrovias.