Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Arquivo de notícias Professores da Poli lançam livro sobre sustentabilidade na construção civil

Professores da Poli lançam livro sobre sustentabilidade na construção civil

Na obra, Vahan Agopyan e Vanderley M. John discutem

o tema sob do ponto de vista da cadeia produtiva setorial.

 

Os professores Vahan Agopyan e Vanderley M. John, da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), lançam, no dia 4 de agosto, o livro de sua autoria “Desafio da Sustentabilidade na Construção Civil”. Na obra, os dois, que são destacadas lideranças setoriais no tema, apresentam uma visão inovadora, discutindo o desenvolvimento sustentável na construção civil sob do ponto de vista da cadeia produtiva setorial. O livro é o 5º volume da Série Sustentabilidade, editada pelo professor José Goldenberg, da USP, uma das autoridades mundiais no tema, para a Editora Edgar Blucher.  

Na obra, os “green buildings” (“edifícios verdes”) e as listas de soluções e materiais “green” (“verdes”), retratados cotidianamente como a solução de todos os problemas, são substituídos por uma visão mais complexa e sistêmica das implicações e desafios políticos, organizacionais e tecnológicos, para transformar o que é certamente um dos setores econômicos mais conservadores no Brasil.

Apoiado no tripé economia-sociedade-ambiente e em um histórico dos conceitos e do movimento de construção sustentável global e no Brasil,  o livro se dedica a temas que estão fora da agenda convencional. O capítulo sobre mudanças climáticas, por exemplo, revela que no Brasil a contribuição da construção para o aquecimento global é menor e muito diferente da média mundial, que vem sendo utilizada inclusive para a formulação de políticas públicas. A necessidade de pesquisa e desenvolvimento para adaptar o ambiente construído brasileiro para essas alterações no clima é outro diferencial do obra.

O capítulo sobre materiais e componentes, por sua vez, demonstra objetivamente os limites das populares listas e recomendações de “green materiais” (“materiais verdes”) e centra os esforços em uma análise sistêmica do setor, com o objetivo de identificar os problemas reais, as demandas de políticas setoriais e as oportunidades para inovação. O capítulo também aborda ferramentas e métricas multidimensionais, sejam de análise do ciclo de vida simplificada para facilitar a quantificação dos impactos ambientais, sejam dos impactos sociais.  

Outro ponto abordado, que é normalmente negligenciado por textos técnicos e políticas públicas, é a questão da vida útil dos produtos e edifícios e seu papel na construção sustentável ambiental, social e econômica: construção descartável nunca será sustentável. O tema é atual tanto pelo grande investimento que o País realiza em habitação e infraestrutura, quanto pelo fato da existência de vidas úteis mínimas previstas na norma de Desempenho de Edifícios estar sendo questionada, inclusive por setores governamentais.

Mas é certamente o capítulo que discute as interrelações entre a informalidade e a sustentabilidade social o mais instigante. “Ele revela o que talvez seja o maior dos desafios em um país, a sonegação de impostos e o desrespeito à legislação –algumas vezes apresentada até como dever cívico”, dizem os autores. “Vale não só para a construção, mas também para todos os demais setores. Implícita fica a proposição de que na maioria das vezes é mais relevante escolher o fornecedor do que o produto.”

Água e energia, os dois temas mais associados à sustentabilidade e, por esta razão, fartamente documentados, são citados “de passagem” no capítulo final.

 

Os Autores

Vahan Agopyan - Engenheiro civil (Poli-USP, 1974), PhD (Kings College, 1982), é professor titular da Escola Politécnica, pró-reitor de Pós-Graduação da USP, conselheiro da Fapesp e fundador e membro do Conselho do CBCS – Conselho Brasileiro de Construção Sustentável. Comendador da Ordem Nacional do Mérito Científico, ocupou inúmeros cargos na área de pesquisa, inclusive o de presidente do IPT, diretor da Escola Politécnica da USP e coordenador de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Desenvolvimento do Estado de São Paulo.

 

Vanderley John - Engenheiro Civil (Unisinos, 1982), mestre  (UFRGS, 1987) e doutor em Engenharia (USP, 1995), com pós-doutorado (KTH, 2001). Professor associado da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, é também membro da coordenação das Engenharias da Fapesp, do Comitê Assessor da Engenharia Civil do CNPq e da Câmara Ambiental da Indústria da Construção do Estado de São Paulo. É fundador e membro conselheiro do CBCS – Conselho Brasileiro de Construção Sustentável, bem como coordenador do Comitê de Materiais.

 

Serviço:

Data: 4 de agosto de 2001

Horário: 18h30

Local: WTC Convention Center, Av. das Nações Unidas, 12.551 – Piso C – São Paulo, SP