Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Procedimento de Transferência Interna


Procedimento de Transferência Interna

Escola Politécnica (EC-3)

Objetivo

Preencher as vagas geradas por alunos que são desligados da universidade pelas normas estabelecidas no Regimento Geral da USP e permitir maior mobilidade dos alunos de graduação.

Periodicidade

Os procedimentos de Transferência Interna ocorrerão duas vezes ao ano.

Efetivação

A transferência dos alunos classificados no processo será efetivada no semestre/quadrimestre em que se desenvolve o processo.

Normas

Os procedimentos de Transferência Interna ficam regulamentados através desta deliberação da Comissão de Graduação (CG) da Escola Politécnica da USP (EPUSP).

Embora as vagas sejam caracterizadas por curso (habilitação ou ênfases), estas poderão ser destinadas para outros cursos (habilitação ou ênfases), por deliberação da CG da EPUSP.

Em cada processo de transferência interna, a critério da CG da EPUSP, vagas adicionais poderão ser disponibilizadas, bem como poderão ser impedidas transferências para cursos, (habilitações ou ênfases).

Não será permitida a transferência de alunos ao final do 1º semestre do ano de ingresso.

Para o caso de agrupamento de cursos que implicam em opção futura do aluno, a CG da EPUSP definirá regras específicas para determinar para qual curso ocorrerá a transferência, na eventualidade de surgir tal vaga.

As vagas serão preenchidas por alunos da Escola Politécnica da USP que se candidatarão ao processo de Transferência Interna, por meio de formulário específico, no qual deverá ser preenchida a ordem de preferência de, no máximo, duas opções para a transferência.

O aluno participante do processo, que já tenha sido contemplado a partir do 2º semestre de 2016,inclusive, em qualquer tipo de transferência da EPUSP , será alocado na última Etapa do Processo.

Para efeitos de transferência somente, os candidatos serão classificados em ordem decrescente de média geral, sendo as vagas preenchidas pela ordem de preferência dos candidatos mais bem classificados, seguindo as seguintes etapas de alocação:

1ª Etapa - As transferências serão realizadas entre os cursos semelhantes, a saber:

•        Engenharia de Computação e Engenharia Elétrica;

•        Engenharia de Materiais e Engenharia Metalúrgica; e

•        Engenharia de Minas e Engenharia de Petróleo (Santos).

2ª Etapa - As transferências serão realizadas de uma forma geral sem restrições de áreas para alunos que não tenham sido beneficiados anteriormente por transferência interna na EPUSP ou externa para a EPUSP.

3ª Etapa - As transferências serão realizadas de uma forma geral sem restrições de áreas, para os demais alunos.

Disposição transitória.

Alunos que tiverem sido beneficiados por transferências na ou para a EPUSP antes do segundo semestre de 2016 terão direito de beneficiar de mais um processo de transferência interna como se nunca tivessem  sido beneficiados.

A ordem de classificação será feita da média ponderada de todas as notas obtidas no ano de ingresso na EPUSP, em todas as disciplinas obrigatórias do currículo ideal do 1º ano comum da estrutura curricular vigente, a saber, as seguintes disciplinas:

4323101      Física I

MAC2166 Introdução à Computação

MAT2453 Cálculo Diferencial e Integral I 

MAT3457 Álgebra Linear I 

PCC3100 Representação Gráfica para Projeto

4323102      Física II

MAT2454 Cálculo Diferencial e Integral II 

MAT3458 Álgebra Linear II 

PME3100 Mecânica I

Vale ressaltar que a máxima nota possível será dez.

Para o cálculo dessa nota aplicam-se as seguintes normas complementares:

a)   só serão consideradas as notas obtidas no primeiro oferecimento da disciplina;

b)   só serão consideradas as notas da primeira avaliação (vale dizer que as notas obtidas após a recuperação não entrarão nos cálculos);

c)    será atribuída nota zero às disciplinas da estrutura curricular do 1º ano, que fazem parte do processo, nos casos:

-   de não terem sido cursadas no ano de ingresso;

-   em que tenham sido concedidos créditos por equivalência de disciplina externa a USP

(aproveitamento de estudos AE);

-   em que tenham sido trancadas e não cursadas no ano de ingresso.

Notas retificadas após o processamento não alterarão os resultados.

Encerrado o período de inscrição, não será permitida a desistência no Processo de Transferência Interna da EPUSP.

As vagas não preenchidas serão destinadas ao processo de transferência USP.

Casos omissos nesta normalização serão analisados pela Comissão de Graduação da Escola Politécnica.

Excepcionalmente para o ano de 2016:

1 - Não haverá transferência para o curso 3122/3000 - Engenharia de Computação. 2 - Não haverá transferência para o curso 3170/3000 - Engenharia de Computação – ênfase em Sistemas Corporativos.

3 - É vedado aos alunos do Ciclo Básico - Engenharia Elétrica fazerem opção para as ênfases:

3032/3160 - Engenharia Elétrica - Telecomunicações,

3032/3190 - Engenharia Elétrica - Energia e Automação Elétricas,

3032/3180 - Engenharia Elétrica - Eletrônica e Sistemas,  3032/3150 - Engenharia Elétrica - Automação e Controle e,  3032/3170 - Engenharia Elétrica - Computação.

É vedado aos alunos do Ciclo Básico – Materiais/Metalúrgica fazerem opção para as habilitações:

3062/3000 – Engenharia Metalúrgica e, 3102/3000 – Engenharia de Materiais.

 

Procedimento aprovado pela Comissão de Graduação em sessões realizadas em 06 de maio de 2016, 03 de junho de 2016 e pela Congregação em 16 de junho de 2016 e 20 de dezembro.