Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Relações Internacionais Programas de Intercâmbio

Programas de Intercâmbio de Graduação

poli-io-programas-01
poli-io-programas-02
poli-io-programas-01
poli-io-programas-02
 
Todos os convênios acadêmicos assinados pela EPUSP com as IES no exterior oferecem somente a isenção do pagamento das taxas universitárias. Despesas com passagens aéreas, manutenção e eventuais taxas administrativas são de responsabilidade do candidato. Os convênios acadêmicos assinados pela EPUSP com as IES no exterior contemplam somente as áreas da engenharia.
 

Aproveitamento de Estudos

poli-io-programas-03

O aluno interessado neste tipo de intercâmbio deve realizar processo seletivo. Os intercâmbios de Aproveitamento de Estudos são realizados, em sua maioria, pelo período de 12 meses (dois semestres).

O Plano de Estudos/Learning Agreement (lista com o código e/ou titulo das disciplinas que o aluno deseja cursar na IES do exterior deve ter no mínimo 12 créditos Poli / 15 ECTS por semestre. Este Plano de Estudos / Learning Agreement deve ser aprovado e assinado pelo Coordenador de Curso na POLI. O aproveitamento e/ou a equivalência dos créditos cursados no exterior deve ser solicitado diretamente na Seção de Alunos da Poli, pelo próprio aluno, somente após a finalização do seu período de intercâmbio e mediante a apresentação do Histórico Escolar oficial emitido pela IES no exterior. O programa de aproveitamento de estudos não dá direito ao diploma da IES no exterior.

 

Regulamentação sobre Conversão de Créditos em Instituições Estrangeiras

O objetivo desta regulamentação é normatizar a conversão de créditos cursados na USP e créditos cursados em instituições estrangeiras, no ânbito da Comissão de Graduação da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo.

Existem três casos distintos:

1 – A instituição estrangeira utiliza padrão ECTS para contagem de créditos.

Nesse caso, deve-se adotar a seguinte conversão (nos dois sentidos, ou seja, tanto para converter créditos USP para créditos ECTS quanto para converter créditos ECTS para créditos USP):

1 crédito aula USP = 1,25 créditos ECTS
1 crédito trabalho USP = 1,25 créditos ECTS

Por exemplo, uma disciplina com 4 créditos aula e 0 créditos trabalho vale 5 créditos ECTS, assim como uma disciplina com 2 créditos aula e 2 créditos trabalho vale 5 créditos ECTS.

Uma disciplina cursada no exterior com 10 créditos ECTS vale 8 créditos aula USP, quando o aluno retorna do exterior.

 
2 – A instituição estrangeira não utiliza diretamente o padrão ECTS para contagem de créditos, mas apresenta regra para conversão entre seus créditos e créditos ECTS. 

Nesse caso, deve-se usar a conversão da instituição para créditos ECTS (nos dois sentidos), e seguir a recomendação do caso anterior.

 

3 – A instituição estrangeira não segue o padrão ECTS.

Nesse caso, o aluno solicitando a conversão deve obrigatoriamente apresentar documentos que indiquem o número de créditos total do curso no exterior em que foram cursadas disciplinas, e o número ideal de semestres daquele curso. Indique por M o número médio de créditos por semestre do curso no exterior (obtido dividindo o número total de créditos do curso pelo número total de semestres).
A conversão entre X créditos aula realizados no exterior e Y créditos aula USP é:

Y = Z  X / M ,

onde Z é o número médio de créditos por semestre no curso USP no qual o aluno está matriculado (obtido dividindo-se o número total de créditos aula do curso pelo número total de semestres do curso).

Por exemplo, considere um aluno que terminou com sucesso 10 créditos em uma universidade no exterior, em um curso de 8 semestres com número de créditos igual a 160. Nesse caso M = 160 / 8 = 20. Suponha que o aluno esteja matriculado em um curso com total de 260 créditos aula, de 10 semestres. Portanto o número médio de créditos por semestre do curso USP é 26. Nesse caso os 10 créditos cursados no exterior serão convertidos para 13 créditos aula USP (pois 13 = 26  10/20)

 

Duplo Diploma

poli-io-programas-04O aluno interessado neste tipo de intercâmbio deve realizar processo seletivo. Os intercâmbios de Duplo Diploma são geralmente realizados pelo período de 24 meses. De acordo com os convênios assinados pela Poli, em algumas IES francesas o período do intercâmbio varia de 2 anos e meio a 3 anos. A equivalência das disciplinas para o programa de Duplo Diploma é automática, ou seja, cada 2 anos (4 semestres) cursados no exterior equivalem a 1 ano (2 semestres) na Poli.

A equivalência automática de semestres (2 anos no exterior por 1 ano na POLI), implícita nos acordos de Duplo Diploma, somente é aplicável quando o curso feito no exterior é igual (p.ex. mecânica-mecânica) ou semelhante (p.ex. sistemas eletrônicos-eletrônica) ao cursado na Poli. Nos casos em que esta igualdade/semelhança não se aplica, a determinação das disciplinas a serem cursadas, após o retorno ao Brasil, será estabelecida pela respectiva Coordenação de Curso da Poli. No programa de Duplo Diploma há pouca flexibilidade na escolha das disciplinas que serão cursadas no exterior, porém, o aluno se forma obtendo dois diplomas: o certificado da Escola Politécnica e o da IES no exterior em que realizou parte de seus estudos. O programa é válido para as IES que mantém convênio com a Poli. A emissão do diploma pela IES conveniada no exterior se dá somente quando o aluno recebe o Certificado de Conclusão de Curso na Poli.

 

Intercâmbio Aberto

poli-io-programas-05O aluno interessado neste tipo de intercâmbio não realiza processo seletivo, porém não pode escolher IES estrangeiras que possuem convênio com a Poli ou com a USP. Não existe a garantia de isenção do pagamento das taxas universitárias. O envio de documentação e contato com a IES no exterior é de responsabilidade do aluno. Para saber quais IES possuem convênio com a USP favor utilizar a seguinte ferramenta para consulta no link: www.usp.br/internationaloffice/index.php /convenios/instituicoes-conveniadas/

O aproveitamento e/ou a equivalência dos créditos cursados no exterior deve ser solicitado diretamente na Seção de Alunos da Poli, pelo próprio aluno, somente após a finalização do seu período de intercâmbio e mediante a apresentação do Histórico Escolar oficial emitido pela IES no exterior. O programa de aproveitamento de estudos não dá direito ao diploma da IES no exterior.

 

Processos Seletivos via Aucani

Para informações sobre os processos seletivos gerenciados pela Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional – AUCANI, acessar os Editais na parte pública do Sistema Mundus no link:

https://uspdigital.usp.br/mundus/editalintercambiopublicoListar?nivpbcavo=G&;codmnu=2070#