Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Pesquisa A pesquisa na Escola Politécnica

A Pesquisa na Poli

Referência na América Latina

Desde sua fundação, em 1893, o saber científico e tecnológico gerado na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli/USP) foi direcionado para atender as demandas da sociedade. Ao longo desses anos, a Poli vem desempenhando um papel de liderança na pesquisa brasileira por realizar investigações e experimentações fundamentais para o avanço do conhecimento em todos os campos da Engenharia.

A investigação científica na Poli envolve diversas áreas do conhecimento e abrange desde a pesquisa básica ou fundamental, aplicada ou tecnológica, até as pesquisas com forte interação com o setor produtivo, das quatro grandes áreas das engenharias: civil, elétrica, mecânica e química. É realizada por meio de grupos de pesquisa, programas de pós-doutoramento e cursos de pós-graduação nos níveis de mestrado acadêmico, mestrado profissionalizante, doutorado e pós-doutorado.

São centenas de professores, pesquisadores e alunos de pós-graduação e graduação, gerando conhecimento e inovação em Engenharia. Atualmente a pós-graduação conta com aproximadamente 4.000 alunos matriculados em 11 programas, além dos 13 cursos de especialização e 12 de MBAs (Master of Business Administration, na sigla em inglês). A Poli já concedeu cerca de 7 mil títulos de mestres e doutores em Engenharia, o que a caracteriza como um dos maiores centros de pesquisa da América Latina.

Hoje a Poli é a única instituição de ensino e pesquisa da América Latina que integra o Cluster.org, um consórcio de escolas de Engenharia da Europa, cuja missão é estimular a mobilidade de professores e pesquisadores, o desenvolvimento de projetos em parceria com grandes empresas européias e a participação de instituições estrangeiras em pesquisas conduzidas por universidades européias.