O Departamento de Engenharia de Sistemas Eletrônicos (PSI) é formado por três laboratórios de pesquisa: o de Microeletrônica (LME), o de Processamento de Sinais (LPS) e o de Sistemas Integráveis (LSI). Seus 35 docentes se dedicam a quatro grandes áreas de atuação: micro e nano sistemas, processamento de sinais, projeto de sistemas integrados e sistemas de informação e processamento.

A estrutura curricular da ênfase de Sistemas Eletrônicos é formada por disciplinas básicas das áreas de computação, microeletrônica, comunicações, controle, energia e automação, em conformidade com a tendência de mercado mundial em formar engenheiros com perfil mais generalista. Desta forma, ao final do curso possibilitarão aos alunos conceber sistemas eletrônicos com razoável complexidade.

O PSI atende mais de 1.200 alunos na graduação, já que é sua responsabilidade oferecer as disciplinas básicas de eletricidade e de eletrônica para todas as ênfases da Engenharia Elétrica. Além disso, é responsável pela ênfase em Sistemas Eletrônicos que tem tido em média 170 alunos matriculados.

Na pós-graduação, o PSI divide a execução do Programa de Engenharia Elétrica com os outros três departamentos da área (PTC, PCS e PEA); é o responsável pela subárea de Microeletrônica e compartilha a de Sistemas Eletrônicos com o PTC. O departamento conta com 120 alunos de mestrado e outros 120 de doutorado, distribuídos nessas duas subáreas.

 

Linhas de pesquisa

  • Bioinformática
  • Circuitos e Sistemas Elétricos
  • Materiais, Processos e Dispositivos Eletrônicos
  • Metodologias de Projeto e Projeto de Circuitos Integrados e Sistemas Dedicados
  • Microondas e Optoeletrônica
  • Mídias Eletrônicas Interativas
  • Processamento de Sinais
  • Sensores e Microssistemas
  • Sistemas de Computação

 

Laboratórios

  • Laboratório de Microeletrônica (LME)
  • Laboratório de Processamento de Sinais (LPS)
  • Laboratório de Sistemas Integráveis (LSI)

 

 

Alguns exemplos de desenvolvimentos feitos ou em andamento pelos especialistas do PSI:

  • Circuitos de microondas: operando na faixa de 20 a 40 GHz
  • Projeto de CIs CMOS digitais operando a taxas acima de 1,0 GigaBit/s e, circuitos RF na faixa de 2,4GHz
Estruturas sensores (MEMS):
  • nariz eletrônico
  • degustador eletrônico
  • sensor de pressão
  • detetor de microfluxos

 

  • OLEDS (dispositivos orgânicos emissores de luz)
  • Computação de alto desempenho
  • Caverna de Realidade Virtual
  • Processamento de sinais (aplicado a voz)
  • Desenvolvimento de sistemas de TV Digital (set-to-box, interconectando TV, Computador, Internet, Telefone)
  • Telemedicina