47ª SEMM começa com palestra sobre Inovação

Confira os assuntos discutidos na Semana de Estudos Mínero-Metalúrgica de 2011

A 47ª Semana de Estudos Mínero-Metalúrgica (SEMM) começou nesta segunda-feira, dia 7 de novembro, nos departamentos de Materiais e Metalurgia e de Minas e Petróleo da Escola Politécnica(POLI/USP). A palestra de abertura contou com a presença do diretor da Escola Politécnica, prof. Dr. José Roberto Cardoso, que destacou a importância do evento – tradicionalmente organizado por alunos – e a relevância estratégica da área de minas, metalurgia e petróleo para o Brasil. 

A palestra de tema “Inovação”, que abriu a SEMM deste ano, foi apresentada pelo diretor de inovação do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), Fernando J. G. Landgraf, que discutiu o conceito de Inovação através de empreendimentos históricos como o Ciclo do açúcar no Brasil e o Projeto siderúrgico brasileiro, e ressaltou o papel dos estudantes, que futuramente farão parte do mercado, no desafio de promover a Inovação no Brasil. “O desafio é descobrir o que é mesmo novo para nós [brasileiros], e olhar além do que as pessoas fazem hoje. E esse desafio é de vocês [alunos]”, completou Landgraf.

O palestrante apresentou também o valor da Inovação em tecnologia para o desenvolvimento da economia de grandes potências econômicas como o Japão, e os desafios de implementar projetos inovadores e economicamente viáveis, através de metas quantitativas. “O costume de se definir aonde se quer chegar não existe na nossa cultura, não faz parte do mundo dos pesquisadores”, explicou o palestrante, que ressaltou a necessidade de observar o mercado, a viabilidade econômica e enxergar o potencial de um projeto para este tenha chances de ser bem sucedido, e tenha uma previsão de futuro. 

O evento continua até 11 de novembro nos Anfiteatros do Departamento de Engenharia Metalúrgica e de Materiais (PMT) e do Departamento de Engenharia de Minas e de Petróleo (PMI) da Escola Politécnica da USP.

Outras informações no site do evento http://www.semm.com.br/.