Articulação leva ventiladores pulmonares da USP a Parintins, a 369 km de Manaus

A crescente demanda por equipamentos de suporte à vida para atendimento dos pacientes acometidos pela covid-19, como ventiladores pulmonares, chegou à cidade amazonense de Parintins, que fica a uma distância de 369 quilômetros da capital e é a segunda cidade mais populosa do Estado, com 115.363 habitantes. Após a crise de saúde pública em Manaus, que mobilizou os representantes do projeto Inspire a enviarem 42 ventiladores pulmonares para a cidade, Parintins recebeu, no dia 29 de janeiro,  três dos ventiladores pulmonares.

Devido à dificuldade de acesso ao local, ampliada pelas restrições no transporte ocasionadas pela pandemia, a operação exigiu intensa articulação de profissionais da Poli-USP, da Marinha do Brasil, de funcionários voluntários da Procter & Gamble Company (P&G) e de agentes de saúde.

Dario Gramorelli, integrante do Inspire, conta que não havia disponibilidade dos meios normais de transporte. A médica Natasha Abreu da P&G, voluntariamente fez um contato com o Aero Clube de Manaus, e um dos aviões que ia para uma localidade não muito distante se dispôs a passar por Parintins para deixar as 3 unidades gratuitamente.

 

Os equipamentos estão sendo utilizados no Hospital Padre Colombo, Parintins.