Aula Inaugural: Confira como foi a tarde do primeiro dia da Semana de Recepção dos ingressantes da Poli-USP 2021

Na tarde do dia 12 de abril, a Escola Politécnica (Poli) da USP realizou virtualmente a Aula Inaugural de 2021, e o convidado para esta tradicional solenidade foi o Engenheiro Pedro Passos, co-fundador e copresidente do Conselho de Administração da Natura, formado na Poli. Este evento deu continuidade às atividades do primeiro dia da Semana de Recepção aos Ingressantes da Poli de 2021. O painel contou com a participação da diretora da Poli, Liedi Légi Bariani Bernucci, do presidente da Comissão de Graduação da Poli, professor Antônio Carlos Seabra, e teve uma alta audiência e interação, tanto na plataforma onde os alunos poderiam interagir quanto na transmissão no YouTube.

A Diretora iniciou as atividades reiterando as boas-vindas e parabenizando os calouros. Liedi aproveitou para agradecer o convidado e a toda a equipe de professores, alunos e funcionários que colaboraram para a realização da Semana de Recepção. 

Em seguida, o engenheiro Pedro Passos iniciou sua palestra apresentando sua trajetória e como os seus valores permearam as suas atividades profissionais. Ele nasceu em São Paulo e é graduado em Engenharia de Produção  na Poli, com extensão em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).  Em 1983, ingressou na Natura, é considerado seu cofundador e atualmente é copresidente do Conselho de Administração de Natura &Co e da Natura, além de se dedicar a diferentes entidades e organizações. Foi presidente do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi) de 2009 a 2015. Em 2013, tornou-se presidente da Fundação SOS Mata Atlântica. Integra os conselhos da Endeavor desde 2005, da Fundação Dom Cabral (FDC) desde 2010, do Instituto Semeia desde 2011, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) desde 2013, e AC Camargo, desde 2018. É também membro da MEI (Mobilização Empresarial pela Inovação), e da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Pedro começou sua participação agradecendo ao convite da Escola, e à diretoria. Ele também aproveitou para agradecer a todos os seus colaboradores da Natura e das outras instituições que atua, seus colegas e professores do período da Poli. Seu primeiro conselho aos calouros foi para que sempre busquem cultivar boas amizades e relações com seus colegas, professores e colaboradores.

Pedro contou a sua história, muito interligada com a da empresa de cosméticos brasileira, Natura. Com quase 10 anos de carreira, Pedro trabalhava como engenheiro em uma indústria de embalagens que pertencia a uma multinacional inglesa. Neste período, Guilherme Peirão Leal, cofundador da Natura, o convidou para ingressar na companhia de cosméticos. Na época, uma empresa pequena que produzia sabonetes e cosméticos e tinha 14 anos, e 17 funcionários. “Eu falei: eu venho trabalhar para vocês, mas se o meu trabalho der certo, eu quero ser sócio”. O que o motivou a se juntar a Natura foi seu desejo por explorar novas áreas e contribuir para a empresa em que atua.

A maioria dos seus colegas do tempo da Poli optaram por trabalhar nos setores financeiros e tecnológicos. “Eu fui um dos poucos que foi trabalhar no piso da fábrica”, relata o engenheiro. Pedro compartilhou com os calouros que seus principais aprendizados e ideias surgiram ao conversar com os funcionários da linha de produção. A partir dessas conversas, ele pode unir seu conhecimento adquirido na Poli com a prática dos trabalhadores que conheciam o cotidiano da indústria. 

Em 1992, a Natura passava por dificuldades e grandes empresas multinacionais do setor de cosméticos fizeram propostas de aquisição. Pedro, Guilherme e Antônio Luiz Seabra, sócios-fundadores da Natura, optaram por permanecer com a companhia e elegeram os valores que guiaram a trajetória da organização.

Durante os anos 1990, os principais concorrentes da Natura eram multinacionais. Buscando se diferenciar dos concorrentes, Pedro e seus sócios apostaram na biodiversidade brasileira para criação de novos produtos. Assim, em 2000, nasceu a Natura Ekos, uma linha que utiliza como matéria base dos produtos de origem amazônica. O sucesso da linha Ekos e outros fatores, contribuíram para que, em 2004, a Natura abrisse seu capital para investimento externo.

Pedro aconselhou os ingressantes comentado que é muito importante sempre inovar em todos os processos de uma empresa, desde as tecnologias até os modelos de negócio. “Como todo empreendimento tem altos e baixos, momentos bons e ruins. Então persistência e resiliência, isso tudo, é muito importante quando pretendemos ser empreendedores”, acrescenta o empresário.

Em 2013, pela primeira vez, a Natura comprou uma empresa de fora da América Latina, a australiana Aesop. Em 2017, a companhia The Body Shop foi adquirida pela Natura. A Avon foi comprada pela Natura em 2019. O engenheiro ainda compartilhou com o público o atual cenário da empresaem números.

Hoje, a Natura possui vários parâmetros de sustentabilidade. Além de metas para cumprir os Desenvolvimentos Sustentáveis da ONU, como a busca por proteger a Amazônia, minimizar as mudanças climáticas, a defesa dos direitos humanos, enfrentar a desigualdade de renda e gênero. Pedro enfatizou  a necessidade de o Brasil utilizar de forma sustentável os seus recursos naturais. Ele também destacou a importância de as empresas gerarem impactos positivos na sociedade, tanto ecologicamente quanto economicamente. 

O empreendedor reforçou a importância da Poli para desenvolver o Brasil em um cenário global. Ele também comentou que o desafio da nova geração de engenheiros será o crescimento do Brasil economicamente em comparação ao resto do mundo, sendo um dos principais desafios o aumento da produtividade do trabalhador brasileiro. “É importante aumentar a produtividade, para reduzir a desigualdade no Brasil”, destacou. Já no momento de interação com o público, ele abordou a profissionalização dos trabalhadores no Brasil, e o impacto da educação neste sentido. Pedro Passos encerrou sua apresentação discorrendo sobre questões que a sociedade deve solucionar para tornar o Brasil um país melhor e mais competitivo.

Para finalizar, Pedro Passos respondeu às perguntas dos alunos. As dúvidas envolviam temas como a trajetória de Pedro, o sistema educacional, a pandemia de Covid-19, a economia, o empreendedorismo e a sustentabilidade.

Para assistir a Aula Inaugural na íntegra, acesse aqui