Escola Politécnica é contemplada com quase 200 bolsas de intercâmbio voltadas para alunos de graduação

A Escola Politécnica (Poli) da USP foi contemplada com 159 bolsas-mérito, de 360 oferecidas pela USP, e 35 bolsas-Santander, de um total de 107 concedidas, para alunos politécnicos que estão em intercâmbio no exterior. O alto número de bolsas concedidas se deve à escolha da área de Relações Internacionais da Poli  (Comissão e Serviço de Relações Internacionais, CRINT e SVREint) de não interromper os processos de intercâmbio,  mantendo a mobilidade estudantil durante o período de pandemia da covid-19, respondendo a uma demanda dos próprios alunos de continuação dos programas e respeitando as normas sanitárias estabelecidas pelos países e escolas do exterior. Muitos intercâmbios se iniciaram de forma online e passaram para a forma presencial assim que as restrições sanitárias permitiram.

Geralmente, o critério de número de bolsas por unidade se deve à quantidade de alunos em relação ao total de alunos da USP e/ou a quantidade de alunos que são encaminhados para o exterior. Desta vez, a quantidade de alunos selecionados para ir ao exterior é relativa ao 2º Semestre de 2021 e 1º Semestre de 2022. 

Comparada a outros anos, a CRInt-Poli recebeu um grande número de bolsas, já que nunca interrompeu os processos de internacionalização, enquanto outras unidades optaram por suspender os processos durante a pandemia global. O escritório internacional negociou, um a um, o adiamento dos programas para os alunos que preferiram adiar seus programas no aguardo da melhora do quadro da pandemia, tentando, assim, minimizar os prejuízos, culminando no grande número de mobilidades no exterior nesse semestre, no qual ocorreu o abrandamento da pandemia.