Manipular mensagens do Telegram após uma invasão: dá para auditar?

O professor Marcos A. Simplício Junior, do Departamento de Engenharia de Computação e Sistemas Digitais da Escola Politécnica (Poli-USP), falou sobre o tema em artigo para o Jornal da USP. Confira a íntegra aqui.