Investimento em fontes renováveis é crucial para matriz energética brasileira

Perante a crise hídrica enfrentada nos reservatórios de usinas hidrelétricas brasileiras, os consumidores residenciais já podem notar o aumento da precificação da energia elétrica. Na USP, a Escola Politécnica (Poli) contribui com literatura, iniciativas e projetos em andamento, além de acompanhar o mercado de produção de energia de termelétricas movidas a gás natural, cogeração de energia sucroalcooleira e energias renováveis, como a eólica e a solar, pequenas empresas e núcleos familiares podem utilizá-las para diminuir os valores da conta de luz.

“A matriz elétrica brasileira, do ponto de vista ambiental, é uma das mais limpas do mundo. Cerca de 60% da energia elétrica produzida no Brasil é pela matriz hidrelétrica”, destaca José Roberto Simões Moreira, professor do Departamento de Engenharia Mecânica da Escola Politécnica (Poli) da USP e autor do livro Energias Renováveis, Geração Distribuída e Eficiência Energética, da Editora LTC.

“A matriz elétrica brasileira, do ponto de vista ambiental, é uma das mais limpas do mundo. Cerca de 60% da energia elétrica produzida no Brasil é pela matriz hidrelétrica”, destaca José Roberto Simões Moreira – Foto: Sam Teigen via Flickr – CC

Leia a matéria na íntegra.

 

Repercussão: 

https://www.ecycle.com.br/investimento-em-fontes-renovaveis-e-crucial-para-matriz-energetica-brasileira/