Estudantes e formados da Poli-USP apresentam ideias de startup

pro

Foram dez apresentações em evento foi promovido pela aceleradora PoliStart no Cubo.

A aceleradora de startups PoliStart deu início oficialmente às suas atividades na última quinta-feira (21/12). A primeira missão foi levar um grupo de alunos e ex-alunos da Escola Politécnica da USP, representando 10 startups, para apresentarem suas ideias, produtos e serviços no Cubo, iniciativa de fomento ao empreendedorismo do Itaú Unibanco e do fundo de capital de risco Redpoint Ventures.

As 10 startups selecionadas para a apresentação foram: Área 25 (solução para retail); StemBlocKs (interfaces para jogos de tabuleiro); Mvisia (visão computacional para produtividade agrícola); Briva (automação do passar roupas); Retina Vision (tecnologias para recuperação veicular); TechTalK (processamento de linguagem para atendimento automatizado); CromAI (sistema de visão computacional para maturação de frutos, pragas e deficiência nutricional); Gavel (solução de rastreabilidade com blockchain); ParKware (otimização de fluxos de entrada/saída em estacionamentos); e a Roadlabs (serviços de monitoramento em rodovias) – da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), convidada especial da PoliStart.

Com projetos, produtos e serviços em diversas áreas, as startups foram elogiadas pelo diretor do Cubo, Flavio Pripas, que se mostrou impressionado com a maturidade do trabalho apresentado e anunciou a parceria com a PoliStart. “A universidade forma talentos, e se conseguirmos colocar este talento em prol da criação de novos negócios, produtos e serviços, vamos mudar o status quo das novas empresas, e conseguiremos mudar este pais de patamar. O nível de maturidade destas 10 empresas da PoliStart da USP é impressionante”, destacou Pripas.

Segundo ele, foi muito interessante ver que jovens estudantes que já têm uma ideia de negócios estruturada. “Conseguimos passar para eles um feedback semelhante ao que passamos para as startups do mercado, por que eles já chegaram com modelo de negócio consistente, alguns com empresa faturando, com cliente. O Cubo poderá ajudá-los a mudar de patamar, a apresentar investidores”, finalizou.

Os diretores da PoliStart já estão trabalhando na questão dos investimentos para as startups, como lembrou Rubens Approbato Machado Júnior, ex-aluno integrante da turma de 80 e um dos idealizadores da aceleradora: “Em adição a PoliStart, estamos também trabalhando na formação de uma rede de investidores anjo, a Poli Angels, que apoiará startups disruptivas, com alto grau de tecnologia e oriundos da Escola Politécnica, como os que foram apresentados aqui”.

De acordo com o empresário, engenheiro da turma de 80 da Politécnica, e um dos criadores da PoliStart, Marco Szili, o evento representou um grande avanço em relação ao objetivo de trazer a universidade para perto do mercado. “Quem esteve no evento viu que o grau de maturidade da universidade é muito maior do que o percebido pelo mercado, que as chances de êxito de startups nesse grau de ‘junioridade’ é muito grande. O que foi apresentado em todas as áreas, e diria até com ênfase principal no Agronegócio, tem muita chance de sucesso”, comentou.

Confira no álbum da Poli-USP no Flickr as fotos do evento feitas pela assessoria de comunicação da Fundação Vanzolini. 

Saiba mais:

PoliStart – C Lançada no dia 7 de dezembro, no encerramento das comemorações dos 50 anos da Fundação Vanzolini, a PoliStart foi criada por ex-alunos da turma de 1980 de Engenharia de produção da Poli, em parceria com a Fundação Carlos Alberto Vanzolini e o Departamento de Engenharia de Produção da Politécnica da USP, o objetivo da PoliStart é conectar alunos, ex-alunos e professores da Poli com o mercado empreendedor, sendo um hub para intercâmbio de ideias, inovações e aceleração de startups, em um silo de talentos.

Fundação Vanzolini – Instituição privada, mantida e gerida por professores do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), foi criada em 31 de março de 1967 para atender as necessidades da crescente demanda por profissionais especializados em Administração Industrial e Engenharia de Produção.

*****************************************

Mais informações
Assessoria de Imprensa Fundação Vanzolini
Com Wania Torres – (11) 98377-3559
waniatorres1@gmail.com