claudio-tavares-de-alencar-47

Um trilhão até 2030: arrumando a infraestrutura nacional de transportes

Estudo coloca na ponta do lápis quanto o país terá de investir
caso queira se equiparar com nações de semelhança econômica e geográfica.

Um trilhão de reais até 2030. Esse é o valor estimado para ajustar a infraestrutura nacional de transportes a níveis mínimos encontrados em países de potência e de dimensões continentais, como Rússia, Canadá e Austrália. A conta, que sugere uma maior participação do setor privado nos investimentos de infraestrutura — frente ao esgotamento de recursos do governo — foi feita em um estudo coordenado pelo professor Claudio Tavares de Alencar, do núcleo de Real Estate da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), em coautoria com o professor João da Rocha Lima Júnior, do mesmo Núcleo, e o mestrando Flávio Abdalla Lage.