minerva-cinza

Mulheres na tecnologia

Uma iniciativa da Escola Politécnica da USP para fomentar a inclusão feminina nas carreiras de Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática.

Atual porcentagem de participação feminina na Poli-USP

18,96%

Das alunas de graduação

Dados de dezembro de 2019.

26,52%

Das alunas de pós-graduação

Dados de abril de 2020

13,5%

Das professoras

Dados de junho de 2020.

Conheça as iniciativas realizadas na Poli ligadas à inclusão de feminina na
Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática

A Escola Politécnica da USP foi fundada em 1893, e apenas em 2018 uma mulher ocupou o seu cargo de direção. O aumento da participação feminina na escola de engenharia vem crescendo, e é uma preocupação das lideranças universitárias, já que a diversidade é essencial para a inovação. 

Diferentes perspectivas contribuem para que sejam alcançadas as melhores soluções para os desafios científicos e tecnológicos enfrentados pela humanidade. Além disso, permitir que meninas e meninos sigam a sua vocação, com base em suas aptidões e livres escolhas, é garantir os direitos dos mesmos.

Nesta página, concentramos as informações e notícias ligadas ao tema promovidas na Escola Politécnica da USP.

"Quando mulheres e meninas não são integradas, a comunidade perde habilidades, ideias e perspectivas que são pontos críticos para enfrentar os desafios globais"
Liedi Légi Bariani Bernucci
Primeira diretora da Poli-USP

Notícias

Poli recebe mais de 100 alunas de ensino médio em evento em homenagem ao dia da mulher

No dia 7 de março de 2020, cerca de 130 alunas de ensino médio foram recebidas na Poli-USP para um dia inteiro de programação especial em celebração ao Dia Internacional da Mulher, estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) no dia 8 de março. O evento foi organizado pelo Grêmio Politécnico e Centrinhos da Poli, com o apoio da Diretoria.

Encontro na Poli para discutir inclusão de mulheres na engenharia

No dia 8 de março de 2019, que também marcou um ano de gestão da primeira mulher na diretoria da Poli, a professora Liedi Légi Bariani Bernucci, foi promovido um evento para levantar iniciativas para aumentar a participação de jovens mulheres na Engenharia.

Momento histórico: Poli elege primeira mulher para diretoria

Em 8 de março de 2018, uma mulher foi eleita, pela primeira vez, diretora da Escola Politécnica da USP. Liedi Lédi Bariani Bernucci tornou-se uma referência em sua área, Infraestrutura de Transportes.

Materiais de apoio

Professoras, alunas e ex-alunas da Poli-USP falam sobre as suas carreiras nas diversas áreas da engenharia

Diretora da Poli-USP, professora Liedi Bernucci, apresenta desafios para inclusão de mulheres na ciência e engenharia

Na apresentação da professora sobre o tema, na qual apresentou dados do Fórum Econômico Mundial sobre a importância da igualdade de gênero na competitividade de um país, uma vez que o talento é um dos fatores mais essenciais para o crescimento. “Quando mulheres e meninas não são integradas, a comunidade perde habilidades, ideias e perspectivas que são pontos críticos para enfrentar os desafios globais”.

Este material foi produzido pela equipe de Comunicação e Imprensa da Escola Politécnica da USP. 

Caso tenha sugestões, envie para comunicacao.poli@usp.br.

Siga as redes sociais da Poli-USP: