Engenharia na prática: alunos de Engenharia de Petróleo da Poli-USP visitam plataformas

Estudantes puderam conhecer estruturas utilizadas na extração de óleo e gás em alto mar

Estudantes do curso de Engenharia de Petróleo da Escola Politécnica da USP (Poli-USP) realizaram, no mês de agosto, uma visita técnica ao estaleiro Brasfels, que produz e faz manutenção de plataformas de petróleo e outras embarcações ligadas à área. Esta foi uma solução encontrada pela coordenação do curso para proporcionar aos alunos o contato direto com as embarcações, uma vez que, devido às condições técnicas e de segurança, a visita às plataformas brasileiras que operam em alto mar se torna inviável.

A visita teve a participação de aproximadamente 20 alunos, pesquisadores e professores da Poli, e foi acompanhada pelo professor Ricardo Cabral de Azevedo, do Departamento de Engenharia de Minas e de Petróleo. O idealizador da visita, professor Giorgio de Tomi, considera os resultados da visita excelentes, e destaca a atenção e a receptividade dos responsáveis pelo estaleiro e demais empresas envolvidas durante a visita.

O professor Ricardo Cabral de Azevedo, que leciona disciplinas ligadas à prática da Engenharia de Petróleo há mais de 10 anos, relata que atualmente é muito difícil conseguir visitar plataformas deste tipo, principalmente por razões de segurança e custos, por isso apenas a ida ao estaleiro já seria um êxito. “Mas além da visita, o grupo foi muito bem recebido e foi possível visitar ao todo cinco plataformas (FPSOs e sondas de perfuração) de grande porte que estavam em construção, reforma e  manutenção, sendo que três delas foram visitadas por dentro, o que se configurou ao final  em um sucesso bem maior que o esperado. A atenção e receptividade dos responsáveis pelo  estaleiro e demais empresas envolvidas durante nossa visita foi excepcional”.

Ricardo explica que este tipo de atividade é muito importante do ponto de vista pedagógico. “É muito diferente de apresentar fotos e slides em sala. Isto serve para complementar aspectos teóricos vistos ao  longo do curso e ainda dar a eles uma visão do profissionalismo envolvido, para deixá- los mais preparados e cientes de como poderá ser seu próprio cotidiano depois de formados”, explica o docente.

O diretor de operações do estaleiro da Brasfels, Luiz Carlos Caetano Dos Santos, conta que a empresa possui um programa de Engenheiro Trainee no qual procura identificar novos talentos no mercado que possam fazer parte de sua equipe de futuros gestores. “Tratamos a visita em duas vias, […] para que vejam ao vivo que jovens como eles podem fazer toda a diferença no mercado de trabalho se forem comprometidos com as suas metas”, relata o diretor.

O estudante Fernando Rocha conta que ficou impressionado com o tamanho e a complexidade das instalações. “Nós, como estudantes, passamos anos vendo aquilo em slides e textos, mas ver de perto é outra coisa, temos muito mais propriedade sobre o assunto. Pisar na plataforma é emocionante, dá vontade de trabalhar lá”, relata o futuro engenheiro.  

A visita técnica contou com o apoio da diretoria da Poli-USP e do Departamento de Engenharia de Minas e Petróleo da Escola.