Pesquisas sobre infraestrutura de transportes são premiadas na USP

pro

Oito trabalhos de pesquisa, quatro nacionais e quatro internacionais, receberam na tarde desta terça-feira, 24 de outubro, o 2º Prêmio Cátedra Abertis – USP em Gestão de Infraestruturas de Transportes, promovido pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), pela Fundação Abertis e pela empresa Arteris. As melhores teses e dissertações relacionadas com o tema de segurança viária, defendidas em 2016, foram premiadas em cerimônia realizada na Reitoria da USP.

Participaram da solenidade o Reitor da USP, Marco Antonio Zago, o Presidente da Fundação Abertis, Sergi Loughney, o Presidente da Arteris, David Díaz, o Cônsul Geral da Espanha em São Paulo, Ángel Vazquez Díaz de Tuesta, o diretor da Escola Politécnica da USP, professor José Roberto Castilho Piqueira, e a vice-diretora, professora Liedi Légi Bariani Bernucci, que dirige a Cátedra no Brasil.

O reitor ressaltou a importância do prêmio para a universidade, uma vez que aproxima a academia do setor produtivo, cumprindo assim a função para qual foi criada, servindo aos interesses da sociedade. “Essa associação entre universidade e empresas que atuam no País é fundamental para que possamos exercer nossa atividade como universidade, como criadora de conhecimento”. Além disso, ele destacou que o tema da premiação, a questão de transportes e a segurança no trânsito, é muito importante para as sociedades desenvolvidas ou em desenvolvimento.  

Durante o evento, o professor do Departamento de Engenharia de Transportes da Poli-USP Cláudio Barbieri da Cunha, apresentou uma palestra sobre logística e infraestrutura de transportes no meio urbano. A solenidade foi encerrada com uma apresentação de jovens integrantes do Projeto Guri, considerado o maior programa sociocultural brasileiro e que oferece diversos cursos relacionados à música para crianças e adolescentes entre seis e 18 anos.

Premiação nacional – A reunião que definiu os premiados nacionais aconteceu na sede da Arteris em São Paulo, sob a presidência da professora Liedi Legi Bernucci. O Júri foi composto pela docente, pelo professor Orlando Strambi, docente da área de transporte público e planejamento de transporte da Poli-USP, e pelo Gerente de Pavimento do Grupo Arteris, Felipe Camargo Filllizzola, e pelo Gerente Corporativo de Operações do Grupo Arteris, Elvis Granzotti. Após um debate sobre a qualidade das obras, carga de trabalho, questões práticas, inovação, rigor científico, análise de dados e seu tratamento, os resultados da aplicação e a produção de artigos, no caso de candidatos de doutorado, o Júri decidiu por unanimidade atribuir os prêmios listados abaixo.

O Prêmio de Melhor Tese de Doutorado foi compartilhado entre dois ganhadores que empataram em 1º lugar no julgamento da banca. São eles:

• DESENVOLVIMENTO E VALIDAÇÃO DE FUNÇÃO DE TRANSFERÊNCIA PARA PREVISÃO DO DANO POR FADIGA EM PAVIMENTOS ASFÁLTICOS – Marcos Antonio Fritzen da COPPE, UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro (Orientadora: Prof. dra. Laura Maria Goretti da Motta);

• CRESCIMENTO ECONÔMICO E INFRA-ESTRUTURA: O IMPACTO DO PROCESSO EM MINAS GERAIS – Lucas Siqueira de Castro, da Universidade Federal de Viçosa (Orientador: Prof. Dr. João Eustáquio de Lima, Coorientador: Prof. dr. Eduardo Simões de Almeida, 

Na categoria Mestrado, o trabalho premiado foi:

•The Role of Information in Transit use by Undergraduate and Graduate Students in Brazil and Denmark – Mayara Moraes Monteiro (Orientador: Prof. Dr. Leonardo Herszon Meira,. Coorientador: Prof. Dr. Otto Anker Nielsen,), da Universidade Federal de Pernambuco:

Na categoria Melhor Dissertação de Segurança Viária, o trabalho premiado foi:

• Evaluation of Drivers’ Behavior Performing a Curve Under Mental Workload – Fábio Sartori Vieira (Orientadora: Professora Dra.Ana Paula Camargo Larocca), da Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo.

Premiação internacional – A reunião que definiu os premiados aconteceu na sede da Abertis em 16 de maio de 2017, sob a presidência do presidente de Abertis, Salvador Alemany, e secretário do Júri, Sergi Loughney. Na categoria de Tese de Doutorado os vencedores foram:

  • Dr. Gabriel Michau (UNIVERSIDADE DE LYON – França), “Link Dependent O-D Matrix Estimation”.
  • Dr. Pierre Antoine. Laharotte (Universidade de Lyon – França), “Prediction of traffic states with machine learning”.

Na categoria Tese de Mestrado o vencedor foi Marcus Niehaus (Pontificia Universidad Catolica de Chile), “Accessibility and equity in social appraisal”.

Na categoria Segurança no Trânsito, o vencedor foi Heidi Hamdane (Universidade Aix – Marseille – França), “Improvement of pedestrian safety “.