Poli na mídia

USP comemora produção de mil ventiladores pulmonares de emergência e anuncia criação de Centro de Engenharia da Vida

Desde março de 2020, com o início da pandemia da covid-19 no Brasil, um grupo de docentes, pesquisadores e estudantes da Escola Politécnica (Poli) da USP se articularam juntamente a representantes da iniciativa privada a fim de desenvolverem um respirador de baixo custo. Os diferenciais do Projeto Inspire se concentram na portabilidade, na capacidade de produção em até duas horas e no custo 15 vezes mais barato em relação aos aparelhos disponíveis no mercado.

Um ano e oito meses após, a inovação contou com o envolvimento de mais de 300 pessoas e os equipamentos alcançaram a marca de estarem em 219 hospitais em 16 estados brasileiros, com mil respiradores produzidos. Para celebrar a marca, os pesquisadores estão criando um novo centro de estudos, o Centro de Engenharia da Vida, que deve ser inicialmente coordenado pela Poli, mas que deverá manter a comunicação direta com as faculdades de Medicina, Medicina Veterinária, Odontologia e Direito para o desenvolvimento de novos projetos.

“A ideia agora é de que o Centro de Engenharia da Vida continue a reunir as diversas competências, com participação efetiva da Poli, mas que seja da Universidade de São Paulo, dos pesquisadores das diversas faculdades, para interação com organizações como a Fapesp, com as secretarias de Estado, com a sociedade civil. Queremos sinalizar que não paramos nos mil aparelhos e que este foi só o primeiro degrau”, disse a professora Liedi Bernucci, diretora da Escola Politécnica da USP.

Leia a matéria do G1 na íntegra.