Projeto da USP busca combater a criminalidade com ciência de dados e inteligência artificial

Prof. Nonato, um dos envolvidos no projeto. Imagem: IEA/USP

Por que em certas regiões de uma cidade a probabilidade de acontecer um roubo de carga é muito grande, enquanto em outros locais, apesar deste risco ser mínimo, quem corre maior perigo são as pessoas que estão andando na rua? Diversos estudos têm mostrado que esses fenômenos não acontecem por acaso. Identificar quais são os padrões e as dinâmicas do crime na cidade de São Carlos, que fica a cerca de 240 quilômetros da capital do Estado de São Paulo, é o desafio que mobiliza um grupo de pesquisadores do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP.

 

Leia o texto completo produzido pelo ICMC aqui