Projeto da USP que atrai garotas para o mundo da tecnologia já impactou mais de 450 estudantes

A transformação da sociedade em busca da igualdade de gênero na área tecnológica depende de iniciativas que estimulem desde cedo o interesse de jovens garotas pelo ramo, como a Technovation Summer School for Girls (ou TechSchool), escola de verão realizada desde 2018 pelo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos. O projeto já impactou mais de 450 meninas, de 10 a 18 anos, ensinando técnicas de programação e de habilidades empreendedoras para o desenvolvimento de aplicativos que podem ajudar a solucionar problemas sociais.

“Em geral, 80% das participantes são de escolas públicas, e a experiência nesses últimos anos tem sido incrível. Elas têm contato com tecnologias, com o pensamento computacional e com pessoas que já estão atuando no mercado de trabalho, permitindo que elas tenham a oportunidade de saber quais são as possibilidades e perspectivas futuras, caso resolvam seguir por esse caminho. Quando realizado de forma presencial, o projeto estimula ainda a convivência direta com o ambiente da USP e a troca de experiências entre participantes e mentoras, proporcionando um enriquecimento pessoal imensurável para essas meninas”, comenta Kalinka Castelo Branco, professora do ICMC e fundadora do GRACE.

Leia mais.