Programa de extensão oferece 900 bolsas para os alunos de graduação

Alunos têm até 9 de março  para se inscrever no Programa Aprender com Cultura e Extensão

Estão abertas até o dia 9 de março as inscrições de alunos de graduação nos projetos do Programa Aprender com Cultura e Extensão. A finalidade do programa é fomentar as ações de cultura e extensão por meio das atividades do corpo discente da graduação em projetos, de forma a contribuir para a sua formação. Os projetos estão relacionados com o curso de graduação do aluno e com as metas da Universidade para o desenvolvimento da cultura e da extensão, e oferece bolsa auxílio no valor de R$400.

Alunos têm até 9 de março  para se inscrever no Programa Aprender com Cultura e Extensão

Estão abertas até o dia 9 de março as inscrições de alunos de graduação nos projetos do Programa Aprender com Cultura e Extensão. A finalidade do programa é fomentar as ações de cultura e extensão por meio das atividades do corpo discente da graduação em projetos, de forma a contribuir para a sua formação. Os projetos estão relacionados com o curso de graduação do aluno e com as metas da Universidade para o desenvolvimento da cultura e da extensão, e oferece bolsa auxílio no valor de R$400.

Serão oferecidas 900 bolsas para o período de agosto de 2012 a julho de 2013 em valor estipulado pela Comissão de Gestão das Políticas de Apoio à Permanência e Formação Estudantil (PAPFE) e equiparado ao valor das bolsas do Programa Ensinar com Pesquisa, com recursos provenientes do orçamento da Universidade. O aluno deverá cumprir carga horária de 40 horas mensais, e o projeto pode ter duração de até 12 meses, não havendo renovação.

Ao final do projeto, o bolsista deverá apresentar o relatório de atividades acadêmicas.

O vice-diretor da Poli, José Roberto Castilho Piqueira, orienta um projeto de extensão por ele proposto na última edição, e ressalta sua relevância para a formação ampla do aluno.  Segundo Piqueira, a participação de projetos de extensão dá ao aluno a possibilidade de compreender todas as dimensões da universidade, que não tem apenas o papel de formar profissionais, mas também o de gerar conhecimento e promover atividades que melhorem a qualidade de vida da sociedade. “Os serviços como cursos gratuitos, atendimento veterinário, atendimento odontológico, entre outros, são funções da universidade do ponto de vista social. O aluno entende o que vem a ser a universidade e transmite as principais finalidades da universidade além da formação acadêmica”.

Requisitos

A Poli conta com 17 projetos aprovados em diferentes áreas. Para se inscrever, o bolsista deverá ser aluno deve estar inscrito no Programa de Permanência Estudantil da USP, junto à COSEAS, regularmente matriculado em curso de graduação da USP e apresentar bom desempenho acadêmico atestado pelo histórico escolar, não podendo acumular bolsas, exceto auxílio de apoio do Programa de Permanência. Para acessar informações sobre a inscrição no Programa de Apoio à Permanência e Formação Estudantil (PAPFE)/COSEAS, acesse o link http://ow.ly/95mUM.

As bolsas serão prioritariamente destinadas a alunos de baixa renda, seguindo a política de inclusão social da USP. Os coordenadores dos projetos realizarão entrevistas com os alunos inscritos, e divulgarão os resultados pelo sistema Apolo. Aqueles que não forem selecionados inicialmente ficarão em uma lista de espera, e podem ser chamados caso haja desistência de algum bolsista.

Para outras informações, entre em contato com o Serviço de Cultura e Extensão, através do telefone 11 3091-5782.