Ex-alunos da Poli-USP apoiam ingressantes com bolsas de permanência

Destinada a estudantes em situação de vulnerabilidade financeira, auxílios podem chegar a 48 meses de duração

Por Tainah Ramos

Foto: Marcos Santos/USP Imagens

A partir de 2020, os estudantes ingressantes na Escola Politécnica (Poli) da USP terão mais opções de bolsas para se manterem na universidade. Além dos já existentes auxílios oferecidos pela USP e pela Associação dos Engenheiros Politécnicos por meio do Projeto Retribua, o aluno também terá a opção de solicitar auxílio por meio de uma iniciativa de doação independente de ex-alunos da Poli.

O Projeto Retribua ofereceu, ao longo do ano de 2019, 83 bolsas, no valor mensal de R$600. Os auxílios são distribuídos, em sua maior parte, para os alunos ingressantes ou do segundo ano, que ficam com 90% das bolsas. Manter e aumentar o número de bolsas depende da captação de recursos, em geral,  os doadores são politécnicos. O projeto oferece também as mentorias com os ex-alunos e professores.

Uma novidade para o ano de 2020 será o oferecimento de seis bolsas, uma iniciativa de doação direta de ex-alunos, realizada em parceria com a Escola. Serão oferecidas seis bolsas, com duração de 48 meses, no valor de R$1200 por mês, durante 36 meses, e R$600 por mês, nos últimos 12 meses. Para pleiteá-las, é necessário ter cursado o ensino médio público, estar em condição de vulnerabilidade financeira, ter ingressado pelo sistema de cotas, e ser, preferencialmente, residente de fora da Região Metropolitana de São Paulo. Os interessados podem entrar em contato pelo e-mail bolsasdepermanencia.poli@usp.br para obter mais detalhes.