Veteranos da Poli podem atuar no apoio aos ingressantes

Projeto faz parte de iniciativa de acolhimento aos calouros, e faz parte do plano estratégico da Escola

Todos os anos a Poli recebe 870 novos alunos que ingressam nos seus cursos de engenharia. A vida universitária, que abre inúmeras possibilidades aos calouros, traz uma série de novas informações para os jovens ingressantes, e nada como um amigo para ajudar neste processo de adaptação à vida universitária.

Tendo em vista o acolhimento dos calouros, uma prioridade para a Escola, de acordo com o seu Plano Acadêmico, a equipe que se debruçou sobre o tema criou duas iniciativas: os calouros receberão videoaulas preparatórias e também a indicação de um veterano para ajudá-lo no processo de adaptação.

Todos os veteranos da Poli, alunos de graduação do segundo ano em diante, receberão um formulário de adesão ao projeto. “Quem aderir ficará ligado de 10 a  15 calouros, com um grupo de Whatsapp. Espera-se que o veterano possa orientar o calouro sobre o que é de interesse dos alunos na Poli, desde apoio em conteúdo acadêmico até caronas, onde melhor comer no campus, grupos de extensão, bolsas disponíveis, esportes, tudo  – algo que um professor não tem condições de fazer”, explica Mauro Zilbovicius, um dos coordenadores desta iniciativa e o professor do Departamento de Engenharia de Produção da Poli. Os veteranos terão apoio de docentes da Poli nesta atividade, e também receberão orientação da Psicóloga Fátima Duarte, responsável pelas relações de mentoria do Projeto Retribua da AEP.

O veterano que tiver interesse em participar pode acessar aqui a página do Grêmio Politécnico.