FORMANDO ENGENHEIROS E LÍDERES

Capítulo estudantil recebeu o Gold Standard Award da Society of Petroleum Engineers(SPE), entidade que reúne representantes da indústria de óleo e gás

Um grupo de estudantes de Engenharia de Petróleo da USP ligado à Society of Petroleum Engineers (SPE) da Escola Politécnica da USP conquistou um prêmio de reconhecimento pela importância das atividades desenvolvidas, o Gold Standard Award, oferecido pela seção internacional da SPE para Capítulos Estudantis de todo o mundo que tiveram atuação de destaque no período de um ano entre 2013 e 2014. O prêmio anual é um reconhecimento da excelência nas atividades realizadas pela organização estudantil na promoção de melhorias acadêmicas e profissionais para todos os alunos que cursam Engenharia de Petróleo na USP. A lista completa de nominados está no link http://www.spe.org/now/2014/06/spe-recognizes-outstanding-and-gold-standard-student-chapters-2/

O “Capítulo Estudantil SPE-USP”, como é denominado o grupo, tem como meta principal a disseminação de conhecimento e aproximação dos alunos com o a indústria do petróleo e gás por meio de eventos, tais como palestras técnicas, workshops, conferências, entre outras atividades. O Capítulo Estudantil SPE da USP faz parte da Seção Brasil da SPE, grupo formado em sua maior parte por profissionais da área que se coloca a disposição para sanar qualquer eventual dúvida dos alunos, e auxiliá-los em suas atividades. O Capítulo tem também o apoio de um docente que responde pela organização, neste caso o professor Márcio Yamamoto, do Departamento de Engenharia de Minas e Petróleo. Entre as ações promovidas pelo Capítulo, está o I Workshop de Petróleo da USP, evento que reuniu, em 2013, representantes da indústria, da Petrobrás e de universidades brasileiras, com o objetivo de trazer conhecimento aos alunos por meio do contato com profissionais experientes.

O aluno Ricardo Viana, presidente do Capítulo, ressalta que participar da organização é um diferencial na formação dos alunos. “É um momento que temos a oportunidade de fazer coisas novas, coisas que não poderíamos vivenciar somente estando presentes na sala de aula, mesmo sendo as de uma grande universidade como a USP. Para nós diretores, é a chance de planejar grandes projetos, ter contato com empresas do setor de petróleo e participar de interessantes eventos, mas, principalmente, é a chance que temos de “pensar diferente”, de deixarmos de pensar apenas como alunos e passarmos a agir como potenciais profissionais”. O vice-presidente do Capítulo, Luis Henrique Benante Groenitz, que já iniciou o curso no novo campus de Santos, inaugurado em 2012, conta que a sua atuação no capítulo desenvolveu bastante habilidades essenciais para a vida profissional. “Recomendo a qualquer aluno participar de uma atividade extracurricular. Apesar de muito trabalho, o resultado é recompensador.”

O curso de Engenharia de Petróleo é oferecido na USP pela Escola Politécnica no campus da cidade de Santos (SP). Anualmente, são oferecidas 50 vagas no vestibular da Fuvest, meio de ingresso na Universidade de São Paulo.

Print Friendly, PDF & Email