Poli ampliará capacidade de laboratório multiusuário

Laboratório de Caracterização Tecnológica (LCT) vai ter novos equipamentos para caracterização de materiais por meio de projeto aprovado em edital da Finep

A Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) teve o projeto de ampliação da capacitação da Facility Multiusuário do Laboratório de Caracterização Tecnológica (LCT) aprovado em edital da Finep, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Comunicações e Inovações (MCTIC). Serão cerca de R$ 6 milhões em recursos para infraestrutura e bolsas. O projeto é coordenado pelo professor Henrique Kahn, do Departamento de Engenharia de Minas e de Petróleo (PMI) da Poli. A USP, como um todo, teve nove projetos aprovados no edital 02/2016 – Centros Nacionais Multiusuários da Finep.

O projeto tem por objetivo fortalecer a facility multiusuário do LCT, por meio de melhoria e ampliação de sua capacitação de infraestrutura para atuação como centro nacional multiusuário na caracterização de materiais, matérias primas minerais, produtos de processamento industrial e resíduos, além de outras áreas nas quais possa auxiliar em projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação de empresas e ICTs.

“Este fortalecimento se dará pela incorporação de novas técnicas analíticas, de elevada sinergia e complementares àquelas já existentes, e substituição de equipamentos obsoletos”, explica o professor Kahn. Segundo ele, a ampliação da capacitação contribuirá para maior abrangência de suas atividades em atendimentos multiusuários e multiclientes, para suporte e aprimoramento de ferramentas de gestão, para formação e fixação de pessoal qualificado e ampliação da atuação e eficiência da facility, fomentando a realização de pesquisas multi e interdisciplinares, promovendo maior interação e cooperação entre distintos grupos de pesquisa.

“O LCT conta com expressiva infraestrutura analítica e recursos humanos para atuação na área de caracterização de matérias-primas minerais e materiais em geral e destaca-se como facility multiusuário em apoio a atividades acadêmicas de várias unidades da USP e outras universidades desde meados da década de 1990”, lembra.

O Laboratório apoia pesquisas de uma rede que abrange mais de 50 instituições científicas e tecnológicas (ICTs) e 500 pesquisadores. As principais áreas de atuação são Engenharias (Minas, Petróleo, Metalúrgica, Materiais, Civil, Ambiental, Mecânica, Química e Eletrônica), Ciência Dos Materiais, Geologia, Oceanografia, Agronomia, Medicina, Odontologia, Ciências Biológicas e Arqueometria, dentre outras.

O projeto Finep prevê a aquisição de um novo difratômetros de raios X, como atualização de equipamento adquirido em 1997 pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), aquisição de microfluorescência de raios X, de sistema de análise térmica com trocador automático de amostras e de equipamento de análise de área de superfície específica e de distribuição de tamanho de poros considerado, adicionalmente estão previstas a atualização do microtomógrafo de raios X de alta resolução Versa 510 para versão Versa 520 e do sistema de microanálise de EDS/WDS. Todos os equipamentos são usados para caracterização de materiais.

Além da aquisição e atualização de equipamentos de médio/grande porte, o projeto contempla ainda a aquisição de peças de reposição para operação de equipamentos existentes no LCT, assim como o custeio de mão de obra para manutenção de equipamentos e a contratação de pessoal e de bolsistas para a operação da facility.

“Os usuários da facility serão beneficiados pela ampliação de capacitação instrumental e de pessoal e também pela redução dos valores para a comunidade acadêmica, uma vez que os custos operacionais suportados pelo projeto Finep serão revertidos em benefício desta”, finaliza o professor. O plano de gestão e compartilhamento do uso de equipamentos e os procedimentos gerais podem ser acessados diretamente na página do LCT na internet. Para mais informações, basta entrar em contato com o LCT pelo telefone (11) 3091 5151, e-mail (lct@lct.poli.usp.br) ou visitando diretamente as instalações.