Fundação Vanzolini comemora seus 50 anos com ciclo de palestras

pro

Serão cinco temas relativos aos problemas que o País poderá enfrentar no futuro.

                A Fundação Vanzolini, instituição criada e gerida por docentes do Departamento da Engenharia de Produção (PRO) da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), completa 50 anos em 2017. Para celebrar a ocasião, a entidade promove uma série de cinco palestras gratuitas, que serão realizadas sempre às terças-feiras, entre os dias 7 e 28 de março, em diversos locais da cidade. A abertura do evento ocorrerá no auditório do Departamento de Engenharia de Produção da Escola, às 9h, e contará com a presença do diretor da Poli, o professor José Roberto Castilho Piqueira. Está prevista a presença do reitor da USP, Marco Antonio Zago.

               Os seminários contarão com mesas de discussão compostas por empresários, representantes do setor público e acadêmicos. Participarão das mesas os professores da Poli Fernando Laurindo, Mario Salerno, Eduardo Zancul e Guilherme Ary Plonski, além dos executivos da Embraer Paulo Lourenção e João Carlos Zerbini, e da diretora de operações da DEV Tecnologia Silvia Takey, entre outros convidados.

“Queremos contribuir com o debate nacional e alinhar a agenda das estratégias empresariais e políticas públicas, embasados no conhecimento e na experiência de nossos professores e de convidados de expressão. São cinco temas para os próximos 50 anos”, afirma João Amato Neto, Presidente da Diretoria Executiva da Fundação Vanzolini e professor titular do PRO.

               Os temas abordados girarão em torno de questões como os paradigmas da formação profissional atual e a posição brasileira com relação às novas tecnologias de produção. As palestras 1 (“O papel da Fundação Vanzolini na Relação Universidade-Empresa”) e 2 (“Desafios da Educação Continuada”), abordarão as interações entre o ambiente empresarial, as universidades e a Fundação, além de ressaltarem a importância da educação continuada em países que necessitam de desenvolvimento tecnológico. A história e a relação da Fundação com a USP também devem ser abordadas.

               O terceiro seminário do ciclo tratará da Indústria 4.0, conceito que engloba as principais inovações no campo da tecnologia de produção e informação para a criação de redes e fábricas inteligentes. Os participantes da mesa trarão uma visão geral do termo e discutirão os impactos que a nova indústria representará para a sociedade, com exemplos de pequenas empresas brasileiras de sucesso em alta tecnologia e o caso da Embraer, multinacional que está começando a adotar o sistema em suas fábricas.

               A palestra 4, “Projetos Inovadores na Gestão Pública”, analisará umas das principais demandas da sociedade brasileira atual: a melhoria nos serviços públicos. A partir dos acontecimentos de junho de 2013 em São Paulo e outras cidades do Brasil, os palestrantes não só farão uma avaliação das gestões públicas como também irão propor soluções aos problemas encontrados. O vereador e Secretário Municipal de Inovação e Tecnologia de São Paulo, Daniel Annenberg, será um dos que comporão a mesa.

            A última palestra do ciclo tem como tema “Gestão de Sistemas de Saúde”. Nela, o crescente envelhecimento da população brasileira será ponto de partida para a discussão dos possíveis desafios que o País enfrentará na área da saúde pública e privada, e de como a tecnologia poderá ajudar nessa questão.            As inscrições para o evento devem ser realizadas no site da Fundação. É lá, também, que as informações a respeito de horários, datas e locais exatos dos seminários poderão ser encontradas.

            A Fundação – A Fundação Vanzolini é uma instituição privada e sem fins lucrativos criada há 50 anos por professores da Poli. Gerida até hoje pelos docentes do PRO da Escola, ela tem como objetivo principal promover e disseminar os conhecimentos científicos e tecnológicos relativos ao curso de Engenharia de Produção e atrelá-los à prática empresarial do mundo corporativo. A organização oferece uma Educação Continuada por meio de cursos de especialização (pós-graduação, MBA e lato sensu).

(Amanda Panteri)