Alunos aprovados pelo Sisu se matriculam na Poli-USP

O Sistema de Seleção Unificada foi utilizado pela Escola pela segunda vez.

As matrículas dos ingressantes da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foram realizadas nestas segunda, terça e quarta-feira (05, 06 e 07/02) na instituição. O processo ocorreu no Serviço de Graduação, situado no prédio da Administração da Poli, no campus Butantã da USP, em São Paulo, entre 8h30 e 16h30. Foram disponibilizadas 87 vagas para o Sisu e 40 alunos se matricularam, cinco a mais do que na seleção de 2017. As vagas restantes serão direcionadas para as próximas chamadas do Sisu, e se não forem preenchidas, irão para o sistema Fuvest.

Para realizar a matrícula, os calouros tiveram que apresentar os documentos solicitados no edital da USP/Sisu, que foi divulgado pela Pró-Reitoria de Graduação da Universidade: certificado de conclusão de curso do ensino médio ou histórico escolar, documento de identidade oficial e uma fotografia 3×4 datada com menos de um ano. Todos os documentos deveriam estar em suas vias originais e acompanhados de uma cópia.

Cada calouro recebeu um Bilhete USP provisório – cartão que permite locomoção gratuita nos ônibus que circulam pela Cidade Universitária e que será substituído por um definitivo após o início das aulas. A entrega do Cartão USP (cartão de identificação do aluno na universidade que vai substituir o provisório) e o chamado “kit bixo”, pasta com informativos a respeito da semana de recepção, mapas da USP e outras informações úteis para quem ainda não está acostumado à rotina da instituição, serão entregues posteriormente.

É a segunda vez que a Poli utiliza o processo de entrada de novos alunos por meio do Sisu. Com ele, os calouros são classificados de acordo com suas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e as 87 melhores pontuações são chamados. No ano passado, 35 alunos se matricularam por esse sistema.

Os primeiros calouros – A primeira estudante que a Poli matriculou em 2018 foi Camila Laís Silva, que passou no curso de Engenharia de Minas. Como não pôde comparecer no dia, sua mãe fez a matrícula por meio de uma procuração, documento exigido dos estudantes que não podem comparecer pessoalmente para se matricular. Essa resolução na qual consta esta norma está no Edital USP/Sisu, que pode ser acessado aqui.

Os estudantes vindos de outros Estados do país também compareceram no primeiro dia. Murilo Costa Campos de Moura, vindo de Aracaju, em Sergipe; Angelo Antolini, do Espírito Santo; e Fernando Gusmão, de Minas Gerais, são exemplos de calouros que vieram para São Paulo garantir a vaga na Poli.

As entidade estudantil Poli Júnior e o Diretório Central dos Estudantes Alexandre Vannucchi Leme – grupo que representa os alunos da USP – estiveram presentes para recepcionar os ingressantes e tirar dúvidas iniciais.

Confira as fotos da matrícula do Sisu no Flickr da Poli-USP.