Centro de Carreira ajuda alunos da Poli-USP no ingresso do mercado de trabalho

Alcançar o melhor potencial em suas carreiras é o objetivo de organização conduzida por politécnicos

Além de uma formação consolidada e respeitada, a partir de 2018 os estudantes de engenharia da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) que sonham com uma carreira de sucesso encontrarão um caminho estruturado para alcançar seus objetivos. Isto por que a Poli-USP, com o apoio do Fundo Patrimonial Amigos da Poli, criou o Centro de Carreira da Poli, uma entidade pioneira no Brasil, inspirada em universidades americanas como MIT e Harvard, que auxilia os estudantes de graduação a se inserirem no mercado de trabalho, por meio de treinamentos que os permitam explorar e expandir suas competências pessoais e profissionais, com base no autoconhecimento. O objetivo é conectar os alunos, a Escola e o setor produtivo, propiciando que os engenheiros comecem sua carreira profissional da melhor maneira possível.

A iniciativa surgiu a partir do Programa de Carreira da Poli, lançado em 2017 e concluído em março de 2018, no qual 35 alunos receberam treinamentos semanais, acompanhados de um programa de mentoria com ex-alunos da Escola e um estágio de férias,  para desenvolver habilidades que os auxiliam em sua atuação profissional. O Centro de Carreira não se restringe ao Programa, e para alcançar o maior número possível de estudantes, passa a ser uma entidade permanente. As principais atividades são o Programa de Carreira, que será realizado novamente este ano, durante o segundo semestre, com o dobro de participantes, e as Trilhas de Desenvolvimento, treinamentos intensivos de aproximadamente um mês, focados em um assunto específico e com abordagem aprofundada do tema, como “Preparação para Processos Seletivos” e “Autoconhecimento e Planejamento de Carreira”. Os serviços são oferecidos gratuitamente aos alunos de graduação, para que eles possam aumentar e aproveitar o seu potencial neste momento de transição da faculdade para o mercado, explicam os coordenadores.

A estudante de Engenharia Civil, Simone Zeni Kikuti, participou do Programa, e relata que estava bastante receosa ao pensar no mercado de trabalho. “Não me sentia preparada, e na verdade mal sabia o que esperar. Agora estou muito empolgada, descobri um enorme leque de opções e áreas onde posso atuar. Eu pude me conhecer melhor para descobrir o caminho que quero seguir, e como investir em mim mesma para isso”. Hoje Simone atua como voluntária no Centro de Carreira, e espera conseguir impactar um número ainda maior de alunos. “Conheço muitas pessoas na Poli que tem um grande potencial, e acredito que os serviços que o Centro irá oferecer vão conseguir dar um direcionamento de carreira e dar o impulso inicial para o mercado de trabalho”.

Já o futuro engenheiro eletricista, Rafael Jardim, acredita que iniciativas deste tipo são essenciais para potencializar a carreira do Politécnico, garantindo foco e rumo para o seu início. “No começo do meu terceiro ano de Poli, eu estava bem incerto sobre qual era a melhor opção de carreira para mim. Graças a oportunidade de participar da primeira edição do Programa de Carreira, hoje, não só tenho mais noções sobre as oportunidades, mas também mais segurança e maturidade para a tomada de decisões”.

Como participar

Tanto o Programa de Carreira como as Trilhas de Desenvolvimento tem seu cronograma divulgados na página do Facebook https://www.facebook.com/CentrodeCarreiradaPoli/.

 

As inscrições para o Programa de Carreiras de 2018 começam no dia 24 de abril.

As inscrições para a trilha Autoconhecimento e Planejamento de Carreira serão abertas em breve.