Mais de 600 jovens visitaram a Poli-USP no último sábado

Evento tem grandes proporções devido ao grande interesse de jovens em estudar engenharia na tradicional instituição. Inscrições costumam terminar em apenas uma manhã

Todos os anos a Escola Politécnica da Universidade de São Paulo realiza uma visita monitorada a alguns de seus laboratórios, para colocar os jovens interessados em seguir a carreira de engenharia em contato com seus professores e alunos, para que possam tirar suas dúvidas e conhecer o dia-a-dia da instituição. A visita monitorada de 2018 foi realizada no sábado, dia 19 de maio, e recebeu mais de 600 alunos de ensino médio e vestibulandos, jovens que se preparam para ingressar no ensino superior. As inscrições são realizadas alguns dias antes do evento, e se esgotam rapidamente. A programação é dividida entre palestras e visitas a alguns dos laboratórios dos prédios da Engenharia Civil, Elétrica e Mecânica. Esta formatação se deve ao tamanho da Escola, que tem mais de 150 mil metros quadrados, e mais de 100 laboratórios.

Os alunos são recebidos em auditórios onde assistem a três palestras. A primeira de boas-vindas, com a participação dos diretores, professores Liedi Légi Bariani Bernucci e Reinaldo Giudici, e dos presidentes de Comissões, ou seja, professores que alcançaram o topo da carreira docente e tem amplo conhecimento sobre o funcionamento da Escola. A segunda palestra foca no que é a engenharia, quais as áreas de atuação, e como é o curso de graduação. A última parte fica por conta de alunos, voluntários que explicam como é a vida universitária com sua linguagem acessível aos jovens, com um clima descontraído.

Para apresentar uma visão geral das atividades da Poli, mais de 200 profissionais – entre alunos, professores e funcionários – se dividem para orientar a visita de quatro grandes grupos de visitantes aos laboratórios e salas de aula, onde são realizadas demonstrações de experimentos, nas quais os alunos podem tirar dúvidas. Na programação também está previsto o tempo para visitação de uma feira, realizada no prédio da engenharia civil, na qual ficam à disposição alunos, professores e pesquisadores para tirar dúvidas e apresentar os projetos desenvolvidos na Escola.

A atividade faz parte do Programa USP e as Profissões, da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão da Universidade de São Paulo, quee tem como objetivo fornecer subsídios aos estudantes para que, com a ajuda de seus familiares e professores, orientem-se na importante tarefa de optar por uma carreira profissional. Outras informações no link.