USP reúne especialistas para discutir reúso e escassez de água

Na semana em que se celebra o Dia Mundial da Água, a Escola Politécnica (Poli) da USP realiza o lançamento do livro “Reúso de Água Potável como Estratégia para a Escassez”,  uma homenagem a um dos maiores pioneiros do tema no Brasil

A Escola Politécnica da USP realizará, no dia 23 de março de 2021, das 10h às 11h30, um evento sobre escassez e reúso potável de água, com especialistas da FIESP, Sabesp, CETESP e do Ministério Público Federal. Na ocasião será lançado o livro “Reúso de Água Potável como Estratégia para a Escassez”, que além de trazer as mais recentes informações sobre as técnicas de reúso de água, presta uma homenagem ao professor Ivanildo Hespanhol, considerado um pioneiro na área.

A abertura do evento contará com a participação do Reitor da USP, professor Vahan Agopyan e da diretora da Poli, Liedi Bernucci. Sobre o lançamento do livro, falarão o professor Ricardo Toledo Silva, Diretor Adjunto da Divisão de Saneamento do Departamento de Infraestrutura da FIESP, o professor Pedro Caetano Sanches Mancuso, da Faculdade de Saúde Pública da USP, o professor José Carlos Mierzwa, da Poli, e Alexandra Hespanhol.

Sobre a Segurança Hídrica e Reúso de Água, contribuirão a Diretora-Presidente da CETESB, professora Patrícia Iglesias, a Diretora de Sistemas Regionais da SABESP e professora da Poli, Monica Ferreira do Amaral Porto, a Procuradora Geral da República da 3ª Região, Sandra Akemi Shimada Kishi, e a coordenadora do 2030 Water Resources Group para o Brasil, Stela Goldenstein.

A obra foi editada por Pedro Caetano Sanches Mancuso, José Carlos Mierzwa, Alexandra Hespanhol e Ivanildo Hespanhol (In Memoriam), e além de abordar o reúso de água em regiões metropolitanas, aborda a pandemia da covid-19, e as consequências dessa doença para o tratamento do esgoto sanitário.

O engenheiro Ivanildo Hespanhol, mestre em Engenharia Sanitária e Doutor em Saúde Pública pela USP, foi um pioneiro no Brasil a pensar no reúso da água potável, levando em consideração os problemas de escassez já existentes na Região Metropolitana de São Paulo. “As pessoas acreditam  que o problema de escassez de água nessa região é recente, mas desde a década de 1960 previa-se que São Paulo lidaria com essa problemática. Isso porque, a região fica situada em uma área de cabeceira de rios. Então a disponibilidade de água é naturalmente baixa. E o professor Ivanildo já pensava nessa questão à frente da sua época, como uma demanda de hoje”, comenta José Carlos Mierzwa, um dos autores e aluno do professor Ivanildo. 

A obra aborda os principais aspectos e as diferentes tecnologias utilizadas no reuso de água potável que promete ser uma área de perspectivas para um futuro mais sustentável.  “Colocamos todo histórico de reuso potável no livro de forma a deixar todo conteúdo apresentável e de fácil entendimento. Para que as pessoas possam entender que o reúso da água é uma estratégia para países e regiões que sofrem com a escassez deste bem. O livro veio  como uma homenagem ao professor e para poder mostrar que o país consegue trabalhar com coisas avançadas para resolver problemas que a população enfrenta”, pontua  Mierzwa.  

Evento: Lançamento do livro – Reúso de Água Potável como Estratégia para a Escassez.

Data: 23/03/2021.

Horário: das 10h00 às 11h30.

Transmissão: LINK.

Informações 

Lançamento do livro: Reúso de Água Potável como Estratégia para a Escassez.

Imprensa: Comunicação da Poli-USP. 

Contatos: comunicacao.poli@usp.br ou +55 11 3091-5295.